quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Origem do nome Jesus


Texto de autoria de Shaul Bension publicado no grupo Torah Viva
Extraido de: Batatafrita blog Adaptação própria


Agora vamos para o SUBSTANTIVO “Jesus“, do ponto de vista PURAMENTE LINGÜÍSTICO: É uma tentativa de transliteração e adaptação lingüística do nome Yeshua (ישׁוע). Vou explicar MAIS UMA VEZ como se formou:

Yeshua -> Yesua (o grego não tem o fonema /sh/, portanto foi adotado o fonema /s/)
Yesua -> Iesua (nenhuma mudança aqui, apenas uma grafia diferente)
Iesua -> Iesous (o sufixo ‘a’ no grego é feminino. Seria equivalente alguém dizer hoje a um brasileiro: “vamos seguir a Renata, o messias”. Seria motivo de piada. O sufixo masculino no grego é ‘ous’)

י    Yud, corresponde a vogal  I
ֶ  Segol, sinal massorético que corresponde a letra E
שׁ Shim, letra que corresponde ao SH , mas com o grego não tem este fonema utilizaram o equivalente S
ו   Vav, após o shim corresponde a vogal U
ע  Ayn no final da palavra corresponde a letra A, mas como para os gregos seria um nome feminino utilizaram o sufixo "OUS" que é um sufixo masculino.

Portanto ישׁוע virou IESOUS em grego Ιησούς
Até aqui vimos como o nome hebraico foi transliterado para o grego.

Agora vamos ver como o grego foi transliterado para o latim:
Iesous -> Iesus (no latim, o sufixo masculino é ‘us’ e não ‘ous’)

Agora, vamos ver como do latim Iesus chegamos ao português:
Iesus -> Jesus (em algumas línguas latinas, a grafia da semi-vogal /y/ é feita através da letra ‘J’ – isso existe até hoje em algumas vertentes do espanhol. Não haveria alteração fonética neste caso)

Jesus -> Jesus (com a alteração fonética influenciada pelo fato de que muitas línguas latinas trazem na letra J o fonema /j/, o fonema sofreu alteração)

Pronto! É simples. Nenhuma conspiração dos iluminati. Nenhuma sociedade secreta movendo pauzinho. Nenhuma influência da opus dei. Nenhum deus-cavalo sendo glorificado. Nada. Apenas transformações
lingüísticas puras e simples.

Infelizmente, os autores das teorias conspiratórias às vezes até são bem intencionados, mas são pessoas sem NENHUMA formação em letras (ser poliglota não conta – é preciso entender de lingüística), que acabam dizendo uma sucessão de besteiras por conta de uma ou outra coincidência de grafia. Lamentavelmente, o fazem sem qualquer respaldo de um profissional de Letras. E quando apresentamos o que apresentei acima, explicando CONCRETAMENTE a origem etimológica, eles engasgam. Não têm respostas. Sim, porque não existem as respostas que eles procuram. Nos meios messiânico e nazareno, essas teorias conspiratórias ganharam força.

Por que?
Porque o ser humano ADORA teoria da conspiração. ADORA achar que desmascarou um “sutil plano de HaSatan.” Infelizmente, como diz o chaver Pedro, acabam, de tanto procurar, encontrando pêlos em ovos.
Aliás, neste caso aqui, encontram uma vasta cabeleira.

Querem ver como é fácil arrumar uma teoria da conspiração sem sentido? Peguemos o nome Rafael. Nome bíblico que quer dizer “El cura”.

Alguém sem conhecimento de línguas poderia dizer o seguinte:
Ra -> deus-sol do Egito
Fa -> abreviação de ‘falo’, vem de um culto à masculinidade
El -> vem de ‘Pinel’, mostrando que seus seguidores eram loucos

Pronto! Voilá! Está armada a nossa teoria da conspiração. Sucessão de baboseiras, evidentemente. Mas alguém que não conhece etimologia poderia acreditar nisso. Aliás, poderia não, acredita. Porque as
teorias conspiratórias acerca do nome ‘Jesus‘ são até piores, em termos de lógica e evidências concretas, do que a nossa invencionice acima.

Alguém poderia argumentar que nomes não sofrem tradução. Que quando alguém vai aos EUA, o nome dele continua sendo João, José ou qualquer outro nome. Só que isso é um conceito moderno. E mesmo assim não é 100% difundido. Alguém aqui chama o papa atual de Benedictus XVI? Mas enfim, até poucos séculos atrás, não havia esse conceito. A coisa mais comum era um nome ser adaptado de um idioma a outro.

Quanto ao termo “Cristo”, ao contrário do que foi postado aqui, NÃO É uma transliteração, mas sim uma tradução. Transliterar é tentar adequar uma palavra a outro idioma, correspondendo os fonemas
originais à grafia no idioma destino. Exemplo: “uârc” é uma transliteração para o português da palavra “work”, no inglês.


"Não chameis conjuração, a tudo quanto este povo chama conjuração; e não temais o que ele teme, nem tampouco vos assombreis" Is 8,12

Adaptação própria.

Meus vídeos sobre o tema:
A verdade em nome de Jesus 1/4

A verdade em nome de Jesus 2/4

A verdade em nome de Jesus 3/4

A verdade em nome de Jesus 4/4

No ultimo vídeo eu explico que a palavra SHEM (שם) que significa nome em hebraico também significa caráter. Portanto, ser salvo pelo nome significa também ser salvo por ter caráter, não apenas por clamar o nome do salvador em um determinado idioma. Não é o nome que salva, mas o dono do nome. E mentir, usurpar e levar as pessoas a blasfêmia não é ter SHEM, caráter.

Shalom!

13 comentários:

  1. Bem esclarecido o primeiro vidio pena que não concegui ver os outros que parecem estar com defeito coloquei esse blog no meus ]favoritos
    Eu ja sabia que o nome Jesus não tem nada de mais usalo Um nome não se traduzir mas pode ser trasliterado yexua yeousus jesus da no mesmo nosso Salvador

    ResponderExcluir
  2. Ola amigo gostaria saber se voce pertence a alguma igreja ou a alguma congregagão judaico messianica e qual e o nome por favor

    ResponderExcluir
  3. Alguns vídeos estão temporariamente bloqueados, logo eu resolvo isto. Quanto a denominações, respeito todas e as vezes frequento algumas, mas não pertenço a nenhuma denominação nem messianica. Acho importante congregar e louvar ao senhor, mas discordo do que é pregado nas igrejas. Por isso, eu respeito, mas prefiro me ater mais aos estudos.

    Abraços, fique com Deus!

    ResponderExcluir
  4. meu amigo se for como você esta falando eu posso pregar qualquer nome, e o eterno será obrigado a salvar as pessoas, pois você disse que a pronuncia ,não importa, e o que importa é o nosso coração, meu amigo nas escrituras esta escrito ele é um vaso escolhido para levar o meu nome, e nao os nomes, e todo joelho se dobrará deanDe do nome do filho porque neste nome está o nome do pai fl 2,7,11, o nome do pai é Yau, ver pergaminho achado nas cavernas do mar morto, e o nome do filho é Yaushua,portando é, Yau+shua, ou seja Yau é a salvação,

    ResponderExcluir
  5. Não existe pergaminho do mar morto com o nome Yau. Os pergaminhos do mar morto são escritos em hebraico antigo e paleo-hebraico. Não têm qualquer vocalização, como todo texto hebraico antigo.

    ResponderExcluir
  6. Yehonatan Yesua Tov4 de abril de 2012 19:24

    Ei amigo,

    Que bom que você tem pesquisado a respeito de muita coisa. Porém, ao usar o texto do Bentsion você deveria ter analisado o restante do estudo. Havendo blasfêmia ou não no nome "Jesus" é este nome que está associado a tudo o que está descrito no seu estudo sobre o "anti-cristo" (a terminologia original é "anti-mashiach"). Pesquise mais sobre isto. Pesquise também sobre os manuscritos semitas. Percebi que você busca analisar as escrituras a partir do grego, o qual é infinitamente melhor do que a tradução do padre Almeida. É um grande passo. Mas gostaria de lhe recomendar que pesquise sobre a primazia semita quanto lingua original do "novo testamento" (Segunda aliança). Não falo como um amigo. Acredite!

    ResponderExcluir
  7. Yehonatan Yeshua Tov4 de abril de 2012 20:09

    Perdão, eu quis dizer:"falo como um amigo". Lembre: Use e pesquise mais sobre a peshita aramaica que vc, inclusive, "anuncia" em seu site.

    ResponderExcluir
  8. Shalom, Ronaldo! Parabéns pelo blog. no mês passado (setembro/2012) coloquei um estudocsobre o mesmo tema (http://cacerege.blogspot.com.br/2012/10/o-nome-jesus.html).
    Quanto ao que postou o achi Yehonatan acima sobre a primazia semítica do Novo Testamento, ele está redondamente equivocado, pois não existe primazia semítica do NT, e comecei um estudo sobre isso também no meu blog: http://cacerege.blogspot.com.br/2011/09/o-novo-testamento-nao-foi-escrito-em.html. Com respeito a João Ferreira de Almeida, este NUNCA foi padre, pois foi um erro de impressão na 1ª edição do NT feita pela Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira que corrigiu posteriormente. Almeida se converteu aos 16 anos, e pouco tempo depois começou sua tradução das Escrituras. Tornou-se pastor da Igreja Reformada na Holanda e pregou na Ásia, etc. Tenho sua biografia, mas qualquer um pode perquisar na net, como por ex.: http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_Ferreira_de_Almeida.
    Graça e paz.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom irmão. DEUS È CONTIGO

    ResponderExcluir
  10. O suposto nome de Yeshua em grego é uma adequação e não transliteração...pois não reproduz na escrita o som (pronuncia emitida).

    Foi feita essa adequação devido a características da língua grega...a explicação (desculpa) para não escreverem conforme a pronúncia, era que o nome ficaria no gênero feminino, o que considero insuficiente!

    No português, geralmente nomes terminados na vogal "A" também são femininos e isso em nada impede um transliteração literal...o que acontece com o nome do mashiah transliterado para o português, terminando inclusive com a vogal "a" !!

    Mas mais uma vez pergunto, mesmo que o Eterno ou o messias "vejam" nossos corações, ao nos ser revelada a verdade, por que continuar no que não é a verdade?
    POR QUÊ TAMANHA RESISTÊNCIA?

    ResponderExcluir
  11. Meu ponto de vista sem imputar a ninguém:

    Quando estava na ignorância (de não saber), usava o nome dado por homens ao messias, quando descobri seu nome real, passei a me dirigir a ele pelo nome que ele atendia ao ser chamado!
    -----------------------------------------------------------------------------------------
    Duas situações para pensar!!!

    1- Imagina o messias passando pelo outro lado da rua, e querendo chamá-lo gritamos seu nome...por qual nome teríamos sua atenção??? Por qual nome ele atenderia??????
    Yeshua que era o som do seu nome na língua dele, ou Jesus , a adequação da adequação...que não corresponde ao som do seu nome??

    2-Se viesse um anjo do Eterno e perguntasse dando duas opções:
    Qual o nome que esta acima de todo o nome, Yeshua ou Jesus ?

    Dica para ambas as respostas:
    Yeshua nome usado no I século
    Jesus nome criado após o século XV

    ResponderExcluir
  12. Lendo Yeshua obtemos o som do nome do messias!!!!
    Isso se chama transliterar, ou seja escrever como se ouve!
    Tal método é usado para idiomas com caracteres diferentes do nosso!
    E faz concordar, corresponder o nome falado (som) com o nome escrito (gráfico)...O vídeo mostra exatamente isso!!!

    É esse que corresponde com o original, com o verdadeiro!!!

    --------------------------------------------------

    No caso do grego, feito uma adaptação, por limitação do idioma...até ai tudo bem...mas quando ele diz que não é colocado determinado caractere por ir contra uma regra gramatical, deixa de ser transliteração, pois em transliteração, o importante é corresponder a pronuncia, o som e não a regras...lamento, ai ele erra...transliterar é manter o som, mesmo que fique parecendo um nome feminino.
    Se mudar o som não é mais transliterar e sim , adequar, traduzir, distorcer ou o nome que queira usar, menos transliterar!!!

    Note que em nosso idioma, geralmente nomes terminados em A são femininos, e em O masculinos...desconsiderando isso foi transliterado certo, com A no final, respeitando-se o SOM!!! isso é transliterar, manter o som ORIGINAL!!!!

    Quando dizem : Em grego foi preciso adequar!!!
    Minha opinião e opinião dos que tem a crença judaica natzeri...não serve!

    Mas piora...depois de pegar já a ADEQUAÇÃO GREGA...dela se originaram as outras adequações...e adaptações...e nenhuma corresponde ao nome original...

    Concluindo:
    Considerando história, arqueologia, linguística, cultura, tradições...Chegamos ao nome Yeshua...além de que pela guematria e SOD de interpretação das escrituras confirmaram isso...nesses níveis a revelação dada pelo Eterno torna-se inquestionável, é questão de EMUNÁH (FÉ).

    Muitas pessoas questionam quem opta por não usar o nome Jesus , usado a partir do séc XV, e rejeitam usar o nome Yeshua, o som original que corresponde ao nome do messias, usado no 1º século!!! inclusive pelos apóstolos e demais contemporâneos do messias.

    Tiremos "a prova real", em uma hipótese...imagina o messias passando pelo outro lado da rua, e querendo o chamar gritamos seu nome...por qual nome teríamos sua atenção???
    Por qual nome ele atenderia??????????????
    Yeshua que era o som do seu nome.
    ou Jesus , a adequação da adequação...que não corresponde ao som do seu nome?????

    Essa não precisa nem responder...
    Sabendo qual corresponde ao original, porque ficar com a adequação?
    Fico com Yeshua.....

    ResponderExcluir
  13. Só que vcs estão se esquecendo que Jesus Cristo o Messias (independente dá tradução do nome, chamo por aquele que veio dá tribo de Judá!),pq Ele é Oniciente; Onipresente e Onipotente!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...