quinta-feira, 17 de maio de 2012

Judeus não são judeus?


Semita

Depois de mais de cinco mil anos de história, perseguições e provações, atualmente o povo judeu ainda não tem paz e cada vez surgem mais teorias malucas que seduzem os incautos e os empurram ao anti-semitismo. Dizem que o holocausto não existiu, que os judeus são satanistas, que corromperam o idioma hebraico e agora, mais uma, que os judeus não são os verdadeiros Israelitas, mas impostores. Que eles não são de fato semitas, mas decendentes de jafé. Engraçado que as promessas de restauração feita aos judeus tem se cumprido, mas se eles não são judeus, então Deus esta cumrpindo no povo errado!! este artigo tem por objetivo refutar e analisar isso.


Esta teoria surgiu principalmente por falsos judeus que foram rejeitados pelos judeus, não aceitos e nem reconhecidos como judeus. Alguém diz que é judeu e começa a ensinar como se fosse. Ai o judaismo não reconhesse que este alguém é judeu. Então para se defender, este alguém diz que é judeu e que os judeus mesmos é que não são! Irônico não. É o mesmo que eu me passar por japonês. Ai um japones diz: "Ele não é japonês, não tem os olhos puxados!" Ai de raiva eu digo: "Na verdade, os japoneses é que não são japoneses, nipônicos, são americanos que ficaram morando no japão pós guerra e abraçaram a cultura japonesa!". É claro que não estou me referindo ao movimento judaísmo messiânico em sí, mas à algumas pessoas que ficaram com magoas dos judeus.
Uma das táticas utilizadas por aqueles que se opõem aos sionistas é dizer que a maioria dos judeus da atualidade não descende genuinamente de Abraão, Isaque e Jacó. Essa teoria errônea baseia-se nas conclusões equivocadas de que os atuais judeus originam-se na história de uma nação medieval da qual algumas pessoas se converteram ao judaísmo. Os khazares foram uma nação constituída de linhagem basicamente turca, que viveu na região localizada entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, durante os séculos VII a X d.C.[1] Aqueles que defendem a Teologia da Substituição, são atraídos por essa teoria, pois concluem que os judeus não são, de fato, judeus.

A proposição da Teoria Khazar
Kazaria
James B. Jordan, defensor da Teologia da Substituição, fala sobre “a heresia do sionismo cristão”.[2] Ele declara que “os judeus da atualidade, em sua maioria, não são judeus de forma nenhuma: são khazares”.[3] Jordan explica mais:


A raça khazar [ou khazariana] parece ser o pano-de-fundo original dos judeus asquenazitas do Leste Europeu. Naturalmente, afirmações desse tipo podem ser questionadas. O verdadeiro problema na discussão é a idéia de que ser judeu é um fenômeno sanguíneo ou racial. Isso não é correto.


Biblicamente falando, um judeu é alguém que foi inserido pactualmente na população de judeus por meio da circuncisão [...] Todas essas pessoas eram judias, porém apenas uma pequena parcela realmente possuía a herança sanguínea de Abraão [...] Isso é a prova conclusiva de que a aliança, não a raça, sempre foi o marco distintivo de um judeu.[4]


John L. Bray, outro defensor da Teologia da Substituição, assevera que “a pura realidade é que muitos dos judeus do mundo não apenas são judeus mestiços, mas nem mesmo são judeus sob qualquer condição”.[5] Ele declara:


Além das descobertas sobre as origens judaicas do povo khazar, é preciso que consideremos, também, o fato de que, em virtude de casamentos entre etnias diferentes, cruzamentos raciais, etc., na atualidade há muito pouco que se possa chamar de “raça judaica”.[6]


Esse caso específico de revisionismo histórico é usado para induzir à conclusão de que os judeus que vivem em Israel não são, de fato, descendentes de Abraão, Isaque e Jacó, e que, portanto, não têm nenhum direito legítimo de ocupar aquela terra nos dias atuais. Não é de admirar que tal teoria seja muito atraente para os árabes, muçulmanos, negadores do Holocausto, skinheads, nazistas e tantos outros que defendem a Teologia da Substituição no âmbito cristão-evangélico. Trata-se de uma forma conveniente de descartar o presente Estado de Israel. Tal crença ensina que os judeus são basicamente uma etnia atualmente extinta. Por essa razão, na opinião dos defensores dessa teoria, fica anulada a concessão futura da terra de Israel aos descendentes de Abraão, Isaque e Jacó como uma promessa que será cumprida por Deus.


Arthur Koestler, o autor da teoria.
Essa concepção pode produzir sérias implicações na compreensão que o crente em Cristo tem da Palavra de Deus. Jordan levanta esta pergunta: “Será que os cristãos que crêem na Bíblia supõem poder apoiar um Estado Judeu baseados em razões teológicas? Essa é a alegação de Jerry Falwell e da heresia do Sionismo Cristão”.[7] Passemos, agora, ao exame da veracidade de tais alegações.

A análise da Teoria Khazar
Nenhuma pessoa esclarecida nesse assunto questionaria a existência de um país, durante a Idade Média, cujo nome era Khazaria, o qual se converteu ao judaísmo no século VIII. Contudo, a teoria de que os judeus asquenazitas (que correspondem a cerca de 85% da população judaica em todo o mundo) descendem originariamente dos khazares, por mais atraente que possa parecer a alguns, permanece como uma hipótese não provada (desprovida de qualquer evidência científica).


Em 1976, Arthur Koestler (um romancista judeu comunista) propôs essa teoria em seu livro intitulado The Thirteenth Tribe (que traduzido seria: A Décima-Terceira Tribo),[8] teoria essa que nunca foi levada a sério por nenhum lingüista, nem pela maior parte dos outros cientistas. Essa é a razão pela qual a propagação mais agressiva desse ponto de vista tem sido geralmente verificada dentro da esfera dos propagandistas que têm um eixo ideológico a que se apegar, e não pela comunidade científica. À semelhança da obra intitulada Os Protocolos dos Sábios de Sião, um documento forjado que defende uma suposta conspiração judaica mundial, os proponentes da Teoria Khazar têm um imenso desejo de que ela seja verídica, embora não o seja.


É comum quem não acredita nesta teoria ouvir frase do tipo "Você deve pesquisar mais" ou "Você esta sendo enganado"


Muitos estudiosos desse assunto crêem que somente a liderança do povo khazar se converteu ao judaísmo, e alguns desses eruditos pensam que a razão de tal conversão deveu-se ao fato de que muitos dos líderes já eram judeus que emigraram para lá em anos anteriores. Quando se espalhou a notícia de que a nação da Khazaria tinha se convertido ao judaísmo, pelo que se sabe, muitos judeus que viviam no Império Bizantino e no mundo muçulmano emigraram para a Khazaria, visto que freqüentemente eram perseguidos nesses impérios e países de onde procediam. Dessa forma, tal imigração aumentou o número de judeus naquela nação, que ficou conhecida por ter uma grande população judaica. Como a Khazaria, naquele tempo, era praticamente a única nação do mundo a proporcionar liberdade religiosa, ela contava com um enorme contingente de cristãos, de muçulmanos e de pagãos que nunca se converteram ao judaísmo. Isso poderia favorecer a crença de que milhares de gentios foram incluídos e misturados na linhagem sanguínea judaica. Todavia, não foi o que aconteceu. Os judeus da Khazaria demonstram ter mantido uma linhagem sanguínea judaica tão forte quanto à de outros judeus de sua época.


Para simplificar, qualquer um que estude sobre a origem da Rússia saberá que os khazares de família nobre se converteram ao judaísmo, sem contudo, forçar a sua população a fazer o mesmo, ou seja, foram apenas alguns nobre, e isto não significa que não havia presença judaica nesta região, pois já haviam judeus lá sim, senão como estes nobres se converteram? Sózinhos? E a população judaica aumentou porque vários judeus perseguidos foram emigrando para lá devido a liberdade religiosa que podiam gozar ali.
  Quando a nação entrou em declínio e foi conquistada, os judeus fugiram para outros países e a maioria não-judaica da população da Khazaria foi morta nas batalhas ou se converteu ao islamismo e ao cristianismo. Ainda que os judeus, seguramente, tenham contraído matrimônios inter-raciais com os gentios na Khazaria, tal fato não invalida sua identidade judaica, da mesma maneira que os casamentos inter-raciais praticados no Antigo Testamento não invalidaram sua identidade judaica. O próprio Jesus tinha vários gentios em Sua linhagem genealógica. No entanto, Ele certamente era judeu. Na época do Novo Testamento essas pessoas ainda eram reconhecidas como judeus – os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó. É a Bíblia que divide a humanidade em judeus e gentios, denotando a linhagem de nascimento de uma pessoa. Alguém pode até renegar os aspectos religiosos do judaísmo, mas não pode fugir da realidade genealógica de que eles nasceram dentro da raça judaica. Durante o Holocausto, os nazistas fizeram pouquíssima distinção entre judeus profundamente religiosos e judeus seculares; quando tiveram a oportunidade, eles procuraram aniquilar indiscriminadamente todos os judeus. O mesmo ocorre hoje em dia. Os muçulmanos matam judeus, sejam estes religiosos ou seculares. Não faz diferença para eles.


Judeus negros
É preciso dar grandes saltos de desconsideração da lógica, o que muitos anti-semitas estão dispostos a fazer, para chegar à conclusão de que a teoria de Koestler merece crédito. Isso fica evidente quando se considera o fato de que, antes da teoria de Koestler ser publicada em 1976, ninguém deduzira que os judeus não eram de fato descendentes de Abraão, Isaque e Jacó. Por mais que essa informação sobre os khazares fosse conhecida o tempo todo, especialmente pelos historiadores, ninguém, antes de Koestler, estabeleceu a ligação dos pontos. O fato de que alguém como John Bray faz longas citações extraídas de fontes judaicas para documentar a presença real dos judeus na Khazaria durante a Idade Média em nada comprova a tese de que a maioria deles era de origem gentílica. Crer nisso requer um salto muito grande sobre as verdadeiras evidências para chegar numa teimosa conclusão. A teoria de Koestler é infundada e pode ser tratada como nada mais do que uma mera hipótese fortuita com pouca ou nenhuma base.


O parecer de historiadores e especialistas em genealogia a respeito do povo khazar tem sido, atualmente, confirmado com o desenvolvimento da utilização do DNA como um método confiável de análise da herança genealógica de uma pessoa. Kevin Alan Brook,[9] um dos principais pesquisadores sobre os khazares, diz o seguinte:


Não precisamos mais dar ouvidos a especulações. Já é FATO comprovado que os judeus alemães se misturaram com outros judeus, quando foram para o Leste. Também já ficou claro que os antigos israelitas possuíam os mesmos padrões de DNA-Y encontrados em comum entre os judeus sefaraditas, judeus asquenazitas, judeus curdos e judeus indianos, a despeito do fato de que, basicamente, esses padrões, em parte, possam ter se originado, anteriormente, de algum lugar no Curdistão, na Armênia, ou no Iraque. Os padrões de DNA-Y, característicos do Oriente Médio, ocorrendo nos haplogrupos J e E não podem ser explicados pela teoria dos khazares. Contudo, algumas evidências do DNA-mt e DNA-Y Levita podem ser explicadas por tal teoria.[10]


A conclusão final de Brooks sobre as origens do povo khazar é a seguinte:
Em suma, os judeus do Leste Europeu descendem de uma mistura de judeus alemães e austríacos, judeus tchecos e judeus eslavos orientais. É possível que os judeus eslavos orientais tenham suas raízes tanto no Império Khazar, quanto no Bizantino, daí a necessidade de um estudo mais aprofundado da vida judaica nessas terras. Porém, a maior e mais influente parcela de judeus do Leste Europeu provém da Europa Central. Por essa análise podemos demonstrar que o elemento étnico dominante entre os judeus do Leste Europeu é judeu – originário do antigo povo da Judéia no Oriente Médio.[11]


Conclusão
A Teoria Khazar tem sido completamente refutada, tanto pela pesquisa acadêmica na história dos khazares quanto, mais recentemente, pela evidência genética, com a comprovação de que, em termos genéticos, os judeus procedentes de todas as partes do mundo são estreitamente aparentados com os judeus do Oriente Médio e não com gentios russos ou europeus orientais, nem com outras etnias daquela região. Joel Bainerman faz a seguinte observação:


O Dr. Michael Hammer, baseado exclusivamente no cromossomo-Y (paterno), demonstrou que os judeus asquenazitas têm um relação de parentesco mais íntima com os judeus iemenitas, judeus iraquianos, judeus sefaraditas, judeus curdos e árabes, do que com populações cristãs européias.[12]


A pesquisa legítima nessa questão revela que apenas um insignificante percentual de judeus tem alguma herança genética através da linhagem dos khazares. Conforme foi mostrado, parece que a Teoria Khazar é apenas isso, uma teoria, por sinal, não muito bem elaborada. A conclusão segura é a de que a maioria dos judeus que atualmente vivem em Israel e na Diáspora constitui-se de legítimos descendentes de Abraão, Isaque e Jacó. Maranata! 


As promessas de Deus
"Assim diz o Eterno: Se puderdes invalidar a minha aliança com o dia, e a minha aliança com a noite, de tal modo que não haja dia e noite a seu tempo, Também se poderá invalidar a minha aliança com Davi, meu servo, para que não tenha filho que reine no seu trono; como também com os levitas, sacerdotes, meus ministros. Como não se pode contar o exército dos céus, nem medir-se a areia do mar, assim multiplicarei a descendência de Davi, meu servo, e os levitas que ministram diante de mim. Porventura não tens visto o que este povo está dizendo: As duas gerações, que o Eterno escolheu, agora as rejeitou? Assim desprezam o meu povo, como se não fora mais uma nação diante deles. Assim diz Adonai Eterno: Se a minha aliança com o dia e com a noite não permanecer, e eu não puser as ordenanças dos céus e da terra, Também rejeitarei a descendência de Ya'kov, e de Davi, meu servo, para que não tome da sua descendência os que dominem sobre a descendência de Abraão, Isaque, e Jacó; porque removerei o seu cativeiro, e apiedar-me-ei deles"(Jeremias33:20:26)

"E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a carregarem certamente serão despedaçados; e ajuntar-se-ão contra ela todo o povo da terra" Zc 12,3

Será que Deus esta restaurando o povo errado?

Alguns textos mal interpretados:
"Naquele dia Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra" Is 19,24

O texto diz apenas que O Egito junto com a Assíria seriam uma benção junto com Israel.

"Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo."  (Gênesis 9 : 27)

Isso já aconteceu quando os judeus foram dispersos e os gentios habitaram em suas terras. O texto diz isso, não que os descendentes de Jafé se passariam por semitas.

Pessoa branca com manchas brancas na pele
"Portanto a lepra de Naamã se pegará a ti e à tua descendência para sempre. Então saiu de diante dele leproso, branco como a neve."  (II Reis 5 : 27)

Versículo usado para dizer que os hebreus eram originalmente negros, pois a lepra causava manchas brancas na pele. Na verdade, os hebreus eram mouros, como os árabes, que também são semitas. O texto sobre a lepra alude ao sintoma da doença e não a Etnia. Mesmo uma pessoa branca com lepra tem manchas brancas sobre a pele.

"Não que a palavra de Deus haja faltado, porque nem todos os que são de Israel são israelitas;"  (Romanos 9 : 6)

Paulo esta falando da ocupação estrangeira em Israel, basta ver os versiculos anteriores onde ele diz que dos judeus é a adoção. Senão ele teria dito: "Nem todos os que são de Israel são judeus"

"Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás."  (Apocalipse 2 : 9)

João aqui esta se referindo aos judeus que não praticavam o judaísmo ou eram transgressores da lei. Paulo mesmo disse que judeu é quele que cumpre a lei, portanto um judeu que não cumpre é um falso judeu. Hoje ainda existem os falsos judeus.

Notas:
fonte:beth shalom
1-Encyclopaedia Judaica, vol. 10, referência ao termo “Khazars”, p. 944-54.
2-Jordan, James B., “Christian Zionism and Messianic Judaism”, publicado na obra The Sociology of the Church: Essays in Reconstruction, Tyler, TX: Geneva Ministries, 1966, p. 176.
3-Jordan, “Christian Zionism”, p. 176-77.
4-Jordan, “Christian Zionism”, p. 177.
5-Bray, John L., Israel in Bible Prophecy, Lakeland, FL: John L. Bray Ministry, 1983, p. 44.
6-Bray, Israel, p. 44.
7-Jordan, “Christian Zionism”, p. 178.
8-Koestler, Arthur, The Thirteenth Tribe, Nova York: Random House, 1976.
9-Brook, Kevin Alan, The Jews of Khazaria, Lanham, MD: Rowman & Littlefield Publishers, 2002.
10-Brook, Kevin Alan, “Jews and the Khazars”, publicado no Fórum de Genealogia Judaica do site www.genealogy.com, em 4 de agosto de 2004.
11-Brook, Kevin Alan, “From the East, West, and South: Documenting the Foundation of Jewish Communities in Eastern Europe”, publicado no Roots-Key, o boletim informativo da Jewish Genealogical Society of Los Angeles, vol. 24, nº 1, primavera de 2004, p. 6.
12-Bainerman, Joel, “So What If a Small Portion of World Jewry Are Descendents of Khazars!”, publicado no site www.rense.com/general33/sowhat.htm, em 3 de janeiro de 2003.


Shalom!



18 comentários:

  1. Primeiro que ñ exisste o termo "judeu" ou "Judaísmo" nas Escrituras, pois isso é simplesmente uma adulteração. Além do mais, os Hebreus eram um povo de pele escura, isso ñ é apenas descrito no Torá, para isso existe fontes antropóloga, história e arqueológica, eliminamos entao o fato dos Asquenazim sendo descendentes, isso apenas mostra o lado biológico. Os Asquenazim são descendentes dos Khazares, e pelo que o Torá diz, Asquenaz era neto de Jafé, os descendentes de Jafé sao Gentios, os Judeus estão em Israel cumprindo a profecia de Genesis 9:27 ENGANANDO o mundo, se passando como descendentes de Shem, mas eles ñ são Shemitas, mas sim Jafetistas. Sem contar que as práticas Judaica são totalmente Satânicas, basta ler o Talmude ou o Zohar, ou também a Cabala, que nada mais é que Feitiçaria Judaica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O povo hebreu era uma mistura de semitas com negros etiopes que viviam no egito.

      Excluir
    2. Ótima resposta. De acordo com pesquisa séria cheguei a essa conclusão.

      Excluir
  2. Os Falashas não são Judeus e sim Hebreus, infelizmente a mídia Judaica gosta de distorcer isso para promover sua religião, afinal o mundo é comandado pelos Judeus, ou alguém pode provar que as 13 famílias Illuminatis não são Judaica ??? Seria patético querer questionar isso. É mto simples traçar a origem dos Judeus Asquenazes, vejamos nas Escrituras. Genesis 10:2-5 Os filhos de Jafé: Gomer e Magog, e Madai, e Javã, e Meseque, e Tiras. E os filhos de Gomer: Asquenaz, e Rifá, e Torgama. E os filhos de Javã são: Elisá, e Társis, e Quitim, e Dodanim. Por estes foram repartidas as ILHAS DOS GENTIOS nas suas terras, cada qual segundo as suas familias , entre as suas nações. Então fica destacado que os Judeus são descendentes de Jafé, agora olha o quebra cabeça sendo montado.
    Gênesis 9:27 " Alargue YHWH a Jafe, e habite nas tendas de SHEM, e seja-lhe Canaã por servo.
    A maioria não sabe, mas esta é a primeira profecia que relata que os judeus iriam habitar na terra de Israel! Mas, não como israelitas, e sim como gentios ou filhos de Jafé. Gênesis 9:27 é uma profecia a Noé e aos seus filhos, nessa profecia Noé pronuncia uma maldição sobre seu neto Canaã.
    Mas preste atenção ao que ele disse aos seus dois filhos Jafé e Shem.
    Ele disse: Alargue YHWH á Jafé e habite nas tendas de Shem.
    A tenda de Shem pode ser representada por uma casa. O povo naquela época vivia em tendas. Essa profecia nos diz que os descendentes de Jafé iriam habitar na tenda\casa de Shem.
    A casa\tenda de Shem é a terra de Israel, era lá que os descendentes de Shem viviam.Os filhos de Jafé (gentios) iriam habitar por um período de tempo na terra de Israel.
    Mas não somente eles iriam habitar na tenda de Shem (a terra de Israel), mas também iriam se passar por descendentes de Shem.
    Esses filhos de Jafé são o chamado povo judeu, os judeus são na verdade gentios, eles não são israelitas. Gentios são os descendentes do filho de Noé chamado Jafé.
    Os judeus europeus que controlam Israel são conhecidos como "judeus asquenazis-kHAZARS", um dosfilhos de Jafé.
    A profecia revelada a Noé nos mostra que YHWH sabia que os israelitas iriam pecar e por isso perderiam a possessão da terra prometida, Embora, ao contrário do que aconteceu aos povos canaanitas, Israel não perdeu por completo a possessão da terra, porque YHWH tinha feito a Abraão a promessa de dar a terra
    a sua semente para todo o sempre.
    O tempo da desocupação da terra pelos israelitas seria o tempo da ocupação da terra pelos filhos de Jafé, os gentios.
    Habitar nas tendas de Shem tem sentido ambíguo. Não apenas significa a ocupação da terra dada a Shem, mas também implica que Jafé ia se cobrir com a coberta*tenda de Shem e assemelhar-se a ele.
    Em hebraico esse verso nos revela detalhes interessantes.
    A palavra aqui traduzida como alargar em hebraico é PATHAH. Encontramos a palavra Pathah 28 vezes nas escrituras.
    E em cada caso ela exprime sentido de> sedução, atração, enganar ou ser enganado.
    Obviamente alargar não encaixa com nenhum desses significados da palavra PATHAH.
    Podemos então fazer uma tradução mais profunda da palavra PATHAH ao examinarmos como esta palavra foi empregada no contexto bíblico.
    Em outros exemplos aonde a palavra ALARGAR foi aplicada vemos que outras palavras hebraicas foram usadas = RACHAG e RABAH.
    Se Moisés tivesse a intenção de expressar "a tenda de Jafé sendo alargada" ele teria usado RACHAG OU RABAH. Mas desde que ele usou PATHAH, entendemos que ele quis expressar Jafé sendo enganado ou seduzido.
    Embora, YHWH tenha permitido que o mundo inteiro fosse enganado para a conclusão de seu plano.
    Plano esse que irá maximizar a salvação da humanidade. (Apoc.12:9)
    Aplicando a tradução correta da palavra alargar ao texto de Genesis 9:27 leremos então assim:
    Atraia\engane YHWH a Jafé, e habite-o nas tendas de Shem; e Canaã lhe seja por servo.
    Jafé foi atraído\enganado na crença de que eles são os descendentes de Shem. Muitos dos descendentes de Jafé - os KHAZARS (judeus), acreditam que eles são israelitas (hebreus).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa explicaçao ,muitos estao enganados pensando que elas sao o verdadeiro povo de Du´s

      Excluir
    2. Um deus que engana ? agora está explicado o ENgano que vivemos desde sempre e tudo isso graças aos Sumérios/Acadianos...

      Excluir
  3. Eu só queria saber no texto de gênesis onde diz que os descendentes de Jafé se passariam por semitas, ou fingiriam serem semitas...!!! O texto diz que Jafé habitará nas tendas de Sem. Habitar na terra do outro significa fingir ser o outro ? Significa se converter a religião do outro?

    Se eu disser por exemplo que eu vou habitar na casa branca, significa que eu vou me passar pelo Obama? Vou fingir ser americano?

    É cada uma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito mais complexo do que isto filho, se você conhecesse as profecias sobre israel, tivesse um certo conhecimento histórico, e analisasse mais as coisas que ocorrem no mundo, você pensaria diferente, há muita sujeira debaixo deste tapete, o problemas é que estamos acostumados a ver somente oque o mundo quer que nós vejamos.

      Excluir
  4. Eu so queria saber onde estão as outras 11 tribos?
    Já que, a que esta em israel é so a de Juda e nós livros sagrados diz que deveriam estar as 12 juntas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. anonimo me passa seu email vc é um cara que esta por dentro dos acontecimentos ,enquanto muitos dormem ,o meu é asc040571@gmail.com me addciona Paz de YHWH

      Excluir
  5. Bom, pelo que vir das profecias que narram a volta dos judeus a sua terra, os acontecimentos não batem, e o que está lá no site hebreuisraelita é de encabular a qualquer um que possui um certo conhecimento das escrituras, eu respeito as suas deduções aqui, mas não me conveceu, é muito estranho como o povo negro é tão regeitado a onde quer que vá, tudo é mais dificil, e sem falar n visão do mapa mundi que realmente dar a entender que o filho é a áfrica e o dragão é a europa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu sempre procuro analisar os dois lados da moeda, eu vi as alegações e bases fornecidas pelo site hebreuisraelita, onde se defende que os negros seriam os verdadeiros hebreus, e pelo oque eu conheço de bíblia e um pouco da história, é assustador como as bases fornecidas lá batem 99% para que isso seja realmente verdade, e oque me foi apresentado aqui, não me passou um grande impacto de verdade, eu acredito plenamente que os negros sejam os verdadeiros israelitas.

      Excluir
  6. Leiam mais Filosofia! A tal da Biblia é um livro POLITICO!

    ResponderExcluir
  7. Sao 16 haplogrupos mtdna e 2 y masculino arao (cohen sumo sacerdote)e levi filho de jaco pai da castata de sacerdotes cantores ,porteiros etc.se um homem que tem qualquer destes2 y tem que casar com um dos 16mtdna se com mulher gentia pra Deus e considerado bastardo manchou a casta na vinda do messias sera purificado e posto no devido lugar pra descobrir se somos um dos filhos de jaco procure 3laboratorios FTDNA,AFRICA ANCESTRY ,E GENE TREE se em voce for encontrado qualquer dos mtdna

    ResponderExcluir
  8. faca o teste se for encontrado em voce em teu haplogrupo algum destes 16mtdna feminino ou um dos dois y voce e um israelita pleno e procure um grao rabino de israel faca seu retorno e ajude a encontrar mais hebreus as 12 tribos meu haplogrupo e L2a da minha mae do pai eE1B1a7a camaroes(bamilek)mae nigerian(igbo) e acaba duma vez com os problemas shalom a todos

    ResponderExcluir
  9. A propria torah vai dizer quem é este povo hoje!

    RECOMENDA-SE VER TODO ESTE CAPITULO E TAMBEM LEVITICOS 26.

    54 Quanto ao homem mais mimoso e delicado no meio de ti, o seu olho será
    maligno para com o seu irmão, e para com a mulher do seu regaço, e para com os
    demais de seus filhos que ainda lhe ficarem;
    55 De sorte que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos, que ele comer;
    porquanto nada lhe ficou de resto no cerco e no aperto, com que o teu inimigo te
    apertará em todas as tuas portas.
    56 E quanto à mulher mais mimosa e delicada no meio de ti, que de mimo e
    delicadeza nunca tentou pôr a planta de seu pé sobre a terra, será maligno o seu
    olho contra o homem de seu regaço, e contra seu filho, e contra sua filha;
    57 E isto por causa de suas páreas, que saírem dentre os seus pés, e para com os
    seus filhos que tiver, porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, no cerco e
    no aperto, com que o teu inimigo te apertará nas tuas portas.
    58 Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas
    neste livro, para temeres este Nome grandioso e temível: O YÁHUH יהוהTEU
    ELOAH;
    59 Então o YÁHUH יהוהfará espantosas as tuas pragas, e as pragas de tua
    descendência, grandes e permanentes pragas, e enfermidades malignas e
    duradouras;
    60 E fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tu tiveste temor, e se
    apegarão a ti.
    61 Também o YÁHUH יהוהfará vir sobre ti toda a enfermidade e toda a praga, que
    não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído.
    62 E ficareis poucos em número, em lugar de haverem sido como as estrelas dos
    céus em multidão; porquanto não destes ouvidos à voz do YÁHUH יהוהteu Eloáh.
    63 E será que, assim como o YÁHUH יהוהse deleitava em vós, em fazer-vos bem e
    multiplicar-vos, assim o YÁHUH יהוהse deleitará em destruir-vos e consumir-vos;
    e desarraigados sereis da terra a qual passais a possuir.
    64 E o YÁHUH יהוהvos espalhará entre todos os povos, desde uma extremidade da
    terra até à outra; e ali servireis a outros Eloáh que não conheceste, nem tu nem teus
    pais; ao pau e à pedra.
    65 E nem ainda entre estas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso;
    porquanto o YÁHUH יהוהali te dará coração agitado, e desfalecimento de
    olhos, e desmaio da néfesh.
    66 E a tua vida, como em suspenso, estará diante de ti; e estremecerás de noite e de
    dia, e não crerás na tua própria vida.
    Escritura Hebraica - TANACKH E B’RIT HÁ’DASHAH
    337
    67 Pela manhã dirás: Ah! quem me dera ver a noite! E à tarde dirás: Ah! quem me
    dera ver a manhã! pelo pasmo de teu coração, que sentirás, e pelo que verás com os
    teus olhos.
    68 E o YÁHUH יהוהte fará voltar ao Egito em navios, pelo caminho de que te
    tenho dito; nunca jamais o verás; e ali sereis vendidos como escravos e escravas aos
    vossos inimigos; mas não haverá quem vos compre.
    Deuteronômio – D’varim 28

    OS REMANESCENTES DOS HEBREUS SÃO OS NEGROS QUE FORAM JOGADOS MUNDO AFORA SEM DIREITO A NADA E MUITOS TIVERAM SEU PASSADO OMITIDOS E FORAM A MAIORIA CONVERTIDA AO CRISTIANISMO NO DECORRER DO TEMPO E HOJE A MAIORIA ESTA ADORANDO A PAUS E PEDRAS DENTRO DAS RELIGIOES MODERNAS.

    É DURO SAIR DA BABILONIA, MAS SABEMOS QUE MUITOS JA ESTÃO FAZENDO O RETORNO AS ORIGENS DA FÉ HEBRAICA.. SOU UM DESTES E LOUVADO SEJA YAH!

    ResponderExcluir
  10. O que mostra Deuteronômio 28 poderia se aplicar a muitos outros povos, a Europa na Idade Média, Moderna e até no Século XIX e XX sofreu com diversas guerras, fomes, epidemias, miséria e escravidão, vários povos europeus foram escravizados por outros povos, sendo levados cativos ou explorados por invasores, os ibéricos foram dominados pelos mouros durante 700 anos, até finlandeses foram traficados para o norte da África, a maioria crianças loiras de olhos azuis, a própria palavra escravo vem de eslavo, europeu oriental, a escravidão era praticada na África pelos próprios negros, os europeus se aproveitaram da situação já existente pra fazer comércio com os africanos, Dt. 28 em nenhum momento fala que eles seriam escravizados por eles mesmos, a África é um continente povoado por diversas etnias inimigas, cada uma com seu sistema, viviam e vivem em guerra e hoje jogam a culpa na colonização européia, mas o que tem lá são ditadores negros multimilionários ou bilionários que tem aviões palácios voadores, mansões e patrimônio gigantesco na Europa, EUA e mesmo apartamentos de milhões em Copacabana enquanto o povo de seus países vivem na miséria, indo para o Brasil em um vídeo mostrou descendentes de europeus, asiáticos e árabes representando a nossa classe média e os negros a pobreza, em primeiro lugar os imigrantes europeus e seus descendentes eram muito pobres no começo e se eles prosperaram foi porque o país prosperou nas últimas décadas, isso atingiu também os negros e pardos brasileiros, nos anos 60 o Brasil tinha indicadores sociais de países da África, certamente um negro hoje tem um padrão de vida melhor que de um branco nos anos 80 no Brasil, embora seja mais pobre que um branco hoje, acontece que a população de um modo geral melhorou seu padrão de vida, há apenas 25 anos existiam verdadeiros bolsões de miséria no Sul do Brasil com cidades no oeste da região em que quase metade, algumas até mais da metade ganhavam não mais que R$ 70,00 por mês no valor de 2010 e a maioria era de brancos descendentes de alemães, italianos, nessa época um favelado negro estava melhor financeiramente que esses europeus, e ainda no Brasil a incidência de pobreza na população branca do Nordeste é maior que na população negra e parda do Sudeste, acontece é que pardos são maioria nos estados mais pobres, mas os brancos desses estados também são pobres, vamos para os EUA, os afro-americanos são mais pobres que os brancos americanos, mas certamente são mais ricos que os brancos brasileiros, se fosse assim os ucranianos estariam melhores que os afro-americanos e estão piores que os brasileiros, o que pensar dos Afegãos? Muito pobres e de origem indo-européia. O versículo de que os outros povos prosperarão e vocês não tem nenhum cabimento no Brasil, EUA ou África do Sul onde os brancos empobrecem, essas profecias já aconteceram há muito tempo, o último versículo se cumpriu em Jeremias e termina dizendo que não há quem os compre, e os escravos eram comprados.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...