terça-feira, 4 de março de 2014

Porque os judeus não aceitam Jesus - O problema do NT

O problema do novo testamento

Muitas pessoas me perguntam o porque o judeus não aceitam Jesus como messias. Isto acontece porque os judeus são testemunhas oculares da história e não tem como base o novo testamento, eles não aceitam o novo testamento. A não aceitação dos judeus não é de hoje, é desde a época de Jesus mesmo. Mas quando um cristão lê o novo testamento, ele pensa: “Nossa, como os judeus são hereges! Jesus cumpriu todas as profecias e mesmo assim eles não aceitam, são cegos!”. Ai que esta o maior problema, o novo testamento e como ele foi construído. Se todos que lêem o novo testamento, lessem cada citação que o mesmo faz do velho testamento começaria a entender os judeus.

O novo testamento cita inúmeras profecias que Jesus cumpriu, fascinando os leitores e levando eles a crerem cada vez mais na sua autenticidade. Legal! Mas o problema é que a maioria das profecias que o novo testamento cita, não são profecias. A maioria são versículos isolados, fora do contexto, e algumas nem sequer existem. Em Mateus por exemplo, a sagrada família retorna do Egito para cumprir uma profecia que diz: “Do Egito chamei meu filho”. Mas quando nós vamos ver esta suposta profecia que se encontra em Oséias, diz: “Quando Israel era menino eu o amei, e do Egito tirei meu filho e nunca mais retornarão para lá”. Ou seja, não é uma profecia. Deus esta se referindo a Israel e ainda diz que eles não voltariam mais para La.


Isaias nunca profetizou um nascimento virginal, apenas deu
um sinal para o Rei Acaz
Mas como a maioria apenas lê o novo testamento, eles talvez inocentemente acreditam mesmo que ali Jesus esta cumprindo uma profecia, e a maioria nem sequer tem o trabalho de ler a suposta profecia. Alguns lêem apenas o versículo isolado “do Egito chamei meu filho”  pronto. É uma profecia cumprida. E isso acontece em todo o novo testamento, nem precisa ir muito longe. A profecia de Isaias 7 de uma suposta virgem que foi um sinal para o rei Acaz, figura no novo testamento como uma profecia cumprida no nascimento de Jesus, e isso é aceito pela maioria cristã, ainda que Isaias não tenha dito nada disto. Este é o problema e a diferença. Mas inúmeros estudos mostram tabelas mostrando que Jesus cumpriu todas as profecias do antigo testamento. Pegam versículos aleatórios e citam como se fosse uma profecia que Jesus esta cumprindo. por exemplo: David estava sendo perseguido pelo Rei Saul e escreveu em um salmo: "Cães me rodeiam", isto já figura como se David estivesse profetizando que o messias seria perseguido pelos fariseus. Mas David não foi profeta e ao ler o restante do salmo vemos que david estava falando de sí mesmo e da situação que estava passando. Mas como o NT cita como profecia, a maioria não observa nem sequer o salmo inteiro. 
  

O novo testamento, por exemplo cita um oráculo de Zacarias 13 como sendo uma profecia messiânica, onde diz: "Espada, fere meu pastor e as ovelhas serão dispersadas" . Mas quando a gente lê o contexto, vemos que isso não é uma profecia, mas uma punição para um mau pastor. Na verdade Deus esta condenando este pastor com a espada dizendo: 

"Espada, levanta-te contra meu pastor, e contra o homem meu companheiro. oráculo de Deus dos exércitos. Fere o pastor que as ovelhas sejam dispersadas! Eu voltarei minha mão contra os pequenos." Zc 13, 7

Se voltarmos alguns versículos apenas vemos que o pastor que Zacarias profetiza não é um ungido, mas um falso profeta:

"E acontecerá naquele dia que os profetas terão vergonhas de suas visões, quando profetizarem e não vestirão o manto de pele para mentir (trajes que caracterizava os profetas nômades; ver João batista). Cada um dirá: "Não sou profeta, sou homem que trabalha a terra, pois a terra é minha propriedade desde minha juventude (ara. Adamah Qinyani; jogo de palavras em aramaico). e se lhe disserem: "Que feridas são estas em teu peito?"( versão hebarica: Que chagas são estas em tuas mãos e em teu peito?) Ele responderá: "Aquelas que recebi na casa de meus amigos". Zc 13, 4-6

Dentro do contexto, não fazendo esta separação de capítulos e versículos isolados, vemos que o profeta de Zacarias seria um falso profeta, (ver capitulo 12,15) e estes oráculos figuram no Novo testamento como se fossem profecias messiânicas.

Ai muitos me perguntam: “O evangelista mentiu?”. Não, seria imprudente fazer tal afirmação, uma vez que o novo testamento não possui autógrafos, isto é, nenhum original sequer escrito pelo próprio autor. O novo testamento foi sendo montado a partir de papiros que datam a partir do segundo século, de histórias de tradição oral e de memória, e , por interesse também. Seria difícil imaginar que um evangelista judeu não conhecesse as profecias ou as colocasse simplesmente por má fé. O mais provável é que tais associações proféticas foram feitas por terceiros, talvez copistas, ou pais da igreja, para respaldar a sua fé.

Uma pessoa racional começa a perceber tais detalhes e faz uma separação de fatos. Uma pessoa guiada estritamente pela fé (fanática) ignora todos os fatos ou tenta harmoniza-los, por mais absurdo que pareça. Cada vez que eu analiso uma contradição ou acréscimo do novo testamento, sempre sou alvejado por ofensas de religiosos fanáticos. Um pessoa sensata não deveria saber a verdade sobre aquele que consideram seu messias? Se alguém acrescentou uma letra que seja na sua boca, eles não deveriam saber se foi mesmo o salvador que disse ou não? Na teoria funciona assim, mas na prática é o oposto. Seguem mais a tradição que ouviram e aprenderam desde criança, e qualquer pessoa que tente falar a verdade eles pintam como um inimigo da igreja e atacam. Irônico não!. Como eu já disse em postagens anteriores, pedem tantas coisas para Jesus, desde emprego, saúde, bens etc... e não dão a mínima para quem ele foi de verdade. A maioria não sabe nem sequer que ele era judeu. É tipo um não importa. “Ah, eu adoro Jesus e não me importo nem um pouco com quem ele foi”. Ai citam aqueles velhos chavões que favorecem a ignorância, tipo a letra mata ou devemos pedir orientação do espírito santo. Engraçado que quando é para falar mal da igreja católica ou dos espíritas ai eles dizem: “os católicos não lêem a bíblia!”.

 
Na pratica é assim!
Imaginem então o seguinte caso: Você é fanático por Jesus. Ai um livro diz que ele nasceu em Belém e outro livro diz que ele nasceu em Moscou, Rússia. Como fanático, o que você faria? 

A) Iria procurar saber qual é a verdade, ou nasceu em Belém ou nasceu em Moscou. 

B) Iria harmonizar os livros, dizendo que ele nasceu em Belém mas sua mãe era de Moscou por isso que o outro livro diz isso. 

Infelizmente a maioria faz o B. Mesmo se um evangelho dissesse que Jesus era alto e loiro e outro dissesse que ele era negro e baixinho, eles iriam tentar harmonizar de uma forma ou de outra. “Não, ele era alto e baixinho, pois era alto para uns e baixinho para outros maiores que ele, e negro e loiro ao mesmo tempo. Não tem contradição nenhuma!” Isso é o que geralmente acontece.

O novo testamento, tem mais de cinqüenta por cento de variação textual, isso do que nós temos como antigos, como papiros e códices. Variações simples até graves, incluindo acréscimos e omissões. E é obvio que se existiu um Jesus histórico ele não pode ter sido alto e baixo ao mesmo tempo, como no exemplo citado, ou ele foi uma coisa ou foi outra, mas nós vemos nesses documentos divergências similares a do exemplo e por mais absurdo que pareça, tentam harmoniza-las. E qualquer um que discorde, eles atacam. Ou seja, se eu disser que um quadrado cabe no espaço de um triângulo, a pessoa tem que concordar. Ou concorda ou morre! Não foi assim a inquisição? Por mais absurdo que pareça um fato, a pessoa se vê obrigada a concordar com um fanático sob ameaça: “Cabe, certinho!”

Na pratica é assim! Não importa o quanto seja contraditório,
"Não existe contradição alguma!"

Que existiu um Cristo histórico isso é inegável. Nós sabemos que houve um homem, um grande profeta da Galiléia, que curou doentes, ressuscitou mortos, fez milagres, pregava uma doutrina nova e exortava seus seguidores a paz. Mas que a sua história não é cem por cento idêntica as narrativas dos evangelhos também temos certeza. Porque? Vamos ver alguns pontos:

Se nós pegarmos todas as frases que Jesus disse vamos notar que:

- Algumas frases não são originais sua, são apenas citações da Torá como o “amar ao próximo como a si mesmo” que se encontra em levitico 19,18 (todos pensam que é de Jesus que estava ensinando o amor ao contrario do Deus malvado do antigo testamento)

- Outras frases são Do famoso Rabino Hiliel que viveu até a época de Jesus, e alguns acreditam inclusive que Jesus tenha sido seu seguidor, pois muitas de suas frases são apenas citações do Rabino que viveu antes dele e que teve seu trabalho registrado, como por exemplo as bem-aventuranças ou o dar a outra face.

- Outras frases são similares a filosofias que existiam no império Romano e eram discutidas pelos filósofos da época, ou seja, eles conheciam, como por exemplo: “Não guardar tesouros na terra” frase que é atribuída a Sidarta Gualtama, o Buda, séculos antes. Também outras como “mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha....” também de Buda.

- Outras frases e versículos do novo testamento não são nem doutrinas, nem filosóficas, mas parecem terem sido inseridas apenas para manipular as massas, como era típico dos romanos, como a repetição de coríntios e de Pedro que diz que toda autoridade vem de Deus e que exorta aos cristãos a não se rebelarem. Sendo que na história dos judeus nós vemos inúmeras rebeliões que garantiam a sobrevivência da cultura e do povo judeu.

Então fazendo uma análise assim, mesmo que superficial, sobra muito pouco do que é original dos ensinos de Jesus, menos de quarenta por cento. É como se tivessem pegado um personagem que teve muitos seguidores, e foram colocando coisas na sua história para defender certos interesses. Nós sabemos que os pais da igreja faziam correções nos evangelhos e os copistas também. Tanto que foi inserido na bíblia aquela advertência de que não se tirasse ou colocasse nada na escritura devido a isto, que era uma prática comum nos primeiros séculos.


O que lembra muito a profecia de Daniel do ferro misturado com barro, que seria um reino diferente que surgiria após os romanos. Eu vejo o novo testamento assim. Ensinos bonitos de Jesus (ferro) misturados com barro .

Quando a gente vai eliminando o barro, matamos inúmeras contradições e vemos um Jesus mais real, mais humano e menos contraditório. Mas como disse no inicio, as pessoas que tem a mente cauterizada pelas religiões não aceitam isto. Mesmo que você mostre através de documentos antigos que certo ponto não existia nos primeiros séculos, para eles não importa. O que importa é que eles acreditam que aconteceu, mesmo não tendo respaldo nas escrituras. E ainda querem converter todo mundo e demonizam qualquer um que discorde. É o que aconteceu com os judeus. Durante séculos a igreja sempre tentou empurrar neles goela abaixo todos esses equívocos do novo testamento. Os perseguiu e os expulsou porque os judeus se recusam a aceitarem tais coisas.

AS DUAS INFÂNCIAS DE JESUS

No começo dos evangelhos vemos que dois evangelistas supostamente narraram a genealogia e infância de Jesus, Mateus e Lucas. Parece que os dois estão falando de duas pessoas completamente diferentes. A começar pela genealogia. A de Mateus tem 27 gerações de David até Cristo. A de Lucas tem 43. Uma diferença enorme de anos. A de Mateus vem a partir de Salomão, a de Lucas de Natã, irmão de Salomão. E mesmo sendo obviamente duas genealogias diferentes, elas citam o mesmo nome, Salatiel nas duas, e seus descendentes.. Alias são os poucos nomes que coincidem de ambas. Como alguém pode ser descendente de dois irmãos? Fora que se formos contar cada geração, da uma diferença de mais de dois séculos! Mas não precisa ser nenhum gênio para perceber que são duas genealogias diferentes, impossível serem ambas de Jesus. Diga isso a um religioso e ele de uma forma ou de outra vai tentar a todos custo harmonizar. Como eu disse acima: “Não há contradição nenhuma!”

Mateus diz que Jesus após nascer, sua família já fugiu para o Egito, na mesma noite mesmo (Mt 2:13). Mas segundo Lucas, Jesus foi circuncidado no oitavo dia, no templo conforme a lei (Lc 2: 22) isto é, naquela semana só pode ter ocorrido uma coisa. Ou ele foi circuncidado em Jerusalém ou estava a caminho do Egito, quase chegando lá. É difícil harmonizar isto! Mateus diz que eles permaneceram no Egito enquanto Lucas diz que eles permaneceram em Jerusalém, tanto que Lucas narra uma passagem onde Jesus se perde de seus pais aos doze anos. Não, mas ai dizem que ele foi para o Egito, permaneceu lá e em menos de uma semana já estava em Jerusalém sendo circuncidado. Viram? Não tem contradição nenhuma, é exatamente a mesma história!



E Mateus cita que Jesus também estava cumprindo a profecia de que seria chamado Nazareno. Essa profecia não se encontra em nenhuma parte do antigo testamento. A própria cidade de Nazaré só figura nos evangelhos, mas não existe nenhuma evidência externa de sua existência!


A ORIGEM DO NOVO TESTAMENTO RESUMO

Quando eu ia nas igrejas dar palestras sobre o novo testamento, eu explicava mais ou menos resumindo a origem do novo testamento. Vou tentar dar mais uma resumida aqui:

Todos teólogos e historiadores acreditam que os evangelhos possuíam uma fonte original, que serviu de base para os evangelhos sinóticos, chamado de evangelho Q. Mateus, Marcos e Lucas devem ter usado desta fonte para compor seus evangelhos. O de João não é sinótico e hoje sabemos que não pode ser atribuído a João, o apóstolo.(ver: João não é o autor do quarto evangelho
http://exegeseoriginal.blogspot.com.br/2012/04/joao-nao-e-o-autor-do-quarto-evangelho.html)

Se você comparar os três evangelhos sinóticos, você observa uma coincidência cronológica dos fatos, raras exceções, mas coincidências até de erros. Exemplo:

Mateus primeiro narra a morte de João batista e em seguida a duvida de João. Ou seja, primeiro ele menciona que João já havia morrido, quando se lembra de mais um ultimo fato dele e narra  a seguir. Os outros evangelistas seguem na mesma ordem cronológica, mostrando que eles devem ter se utilizado de uma mesma fonte. Segundo Pápias, um dos pais da igreja do primeiro século, eles utilizaram um suposto evangelho de Pedro como fonte para comporem seus relatos.

Esse evangelho Q não existe hoje e não sabemos seu conteúdo. Pelos testemunhos dos pais da igreja, sabemos mais. Sabemos que o evangelho de Mateus foi escrito originalmente em hebraico e pelas citações, sabemos que deveria ter pelo menos um 300 versículos a menos do que temos hoje. A recente descoberta de outros manuscritos de Mateus como o Shem Tov ou o Du Tilet, reforçam essa teoria.

Então havia um evangelho original, e com ele os evangelistas foram compondo seus evangelhos, somando o que eles mesmo sabiam e lembravam. Mas mesmo assim os evangelhos ainda eram menores do que os que temos hoje.



Nessa época, os pais da igreja eram todos gentis. Nenhum judeu, apesar da igreja ter nascido em Jerusalém. Os gentios tinham toda uma filosofia grego-romana, e a sua religião, o helenismo, era baseada mais em filosofias que em fatos. Basta ver a história romana de semi-deuses, seres mitológicos etc....



Com isso, os convertidos a fé cristã, adaptavam suas filosofias a história de Jesus, uma vez que para eles, Jesus não era um messias, mas um semi deus como os que eles já tinham em Roma. Basta ver a discussão de Trifon, o judeu com Justino que vemos exatamente isso. Justino acreditava de acordo com ele mesmo que o messias nascera de uma virgem conforme seus deuses pagãos. Trifon, sendo judeu lhe diz que se ele quer acreditar que Jesus foi um messias, que o fizesse da maneira como foi e não com fábulas mitológicas. A partir daí, vemos a influência dos copistas para respaldarem suas crenças filosóficas na história de Jesus.

Para tentar convencer os judeus e os novos convertidos, eles faziam isto que os judeus conheciam muito bem, tipologia. Iam adaptando a história de Jesus com o antigo testamento para tentar convencer a todos que Jesus era um novo Moisés e que sua história era toda uma tipologia do antigo testamento. Foi ai que passagens como o nascimento virginal foram parar nos evangelhos, pelo menos é o que da a entender.

Outros pontos sérios também foram sendo corrigidos. Na cruz por exemplo, a ultima frase de Jesus foi: “Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?” Como a oração de Jesus ficou sem resposta, os pais da igreja acrescentaram o versículo que diz: “Pai, perdoai-vos, eles não sabem o que fazem!”. Este versículo não contém na maioria dos manuscritos. Foi mais uma correção para respaldar uma crença. E estas correções foram gerando mais força e poder para a então religião cristã, pois uma vez que o livro corrigido não contém erros, não da brechas para duvidas e questionamentos. Em hebreus capítulo 2,9 por exemplo, o autor escreveu, segundo os manuscritos: ...por causa dos sofrimentos da morte, abandonado por Deus, provou a morte...... Eles alteraram para : “...por causa dos sofrimentos da morte, coroado de honra e de glória, é que pela graça de Deus provou a morte....”. Viu a diferença? Se um versículo pode dar brechas para a duvida ou questionamento, eles corrigiam! Simples! Esta fórmula funciona até hoje. Afinal, se a bíblia dissesse que Jesus morreu abandonado por Deus, os cristãos iriam começar a pensar:

“Como que Jesus é Deus se morreu abandonado por Deus?”

Fora que no primeiro século, Jerusalém fervia de supostos messias, a maioria registrados na história. Jesus mesmo não havia apenas um, pois Yeshua era um nome comum na época. Teve Apolônio de Tiana, Simão o mago (citado em atos), Simão pirineu, Simão Barjonas, Jesus o encantador etc.... Haviam vários messias e escritos sobre quase todos eles pelos seus seguidores. Quase todos com poderes super-humanos e extraordinários. Simão dizem que até levitava, segundo os atos de Pedro.

O PROBLEMA PAULO

É obvio que apenas um se destacou, e sua história era mais simples e sua mensagem mais profunda, Jesus. Mas ai surge no cenário um outro personagem, que mesmo não tendo conhecido Jesus começa a pregar sua mensagem a todos os cantos, e mesmo discordando em muitos pontos de Jesus, Paulo.

Paulo chega a dizer em uma epístola que o importante é Cristo ser pregado, seja com falsidade, ou por interesse, não importa, o importante é pregar e converter o máximo de pessoas. Com esta mensagem inclusiva, e destinada aos gentios, Paulo transforma o cristianismo numa expansão sem limites e gera uma ruptura histórica com o judaísmo e suas raízes.




Paulo profetizou aos cristãos que eles não morreriam mas seriam arrebatados aos céus em sua segunda epístola aos tessalonissensses. Como isto não aconteceu, e constrangidos por isso, os pais da igreja corrigiram o versículo de sua epístola, como aliás faziam com toda escritura e o versículo que dizia: “Todos nós não morreremos” ficou: “nem todos morreremos”. Pedro já havia advertido em sua epístola que os ignorantes faziam isto com a escritura para a própria perdição.

Em 1coríntios 15 Paulo já muda o discurso e não fala mais em arrebatamento, mas em transformação. O versículo dizia: “Nós não dormiremos” e os pais da igreja corrigiram pára: “nem todos dormiremos”. Simples! Tudo para esconder que Paulo foi um falso profeta, pois suas profecias nunca se cumpriram. Pós isso, todas igrejas jogam estas profecias de Paulo para o futuro, mesmo o contexto não dizendo isto. Ou seja, o fato de Paulo ter feito falsas profecias e mesmo Jesus tendo advertido sobre os falsos profetas, a igreja não liga e Paulo continua sendo o Pilar mais importante da fé.



No primeiro século, a igreja queria mais Paulo devido a sua mensagem destinada aos gentios. Não seguir a lei principalmente, uma vez que a maioria dos apóstolos exortavam o cumprimento da lei, Paulo era mais conveniente para a igreja gentílica. Por isso eles iam corrigindo suas epístolas. A concepção de uma salvação gratuita, exclusivamente crendo em Jesus, soou bem aos gentios e serviu como forma de manipulação e expansão.


Epístolas como a de Tiago que era uma resposta a epístola de Romanos, ou a segunda de Pedro, não entraram no cânone, mas só foram aceitas séculos depois por força de grupos isolados.

Mentira, falsidade e dissimulação são comuns nas epístolas de Paulo, como entregar alguém a satanás (1co 5,5) ou dizer que o importante é pregar mesmo com falsidade, ou criticar os demais apóstolos, os que de fato aprenderam com jesus. Esse é considerado o maior dos apóstolos e suas epístolas são a maior base da fé cristã.

O PROBLEMA CONSTANTINO

A esta altura, primeiro e segundo século, o novo testamento já não era original. Já tinha interesses pessoais nele. Mas ai surge mais uma mudança, o concilio de Nicéia.

Constantino foi o rei Pagão, que um dia em um campo de batalha teve uma visão no céu, de um sinal em forma de uma cruz que dizia: “Sobre este símbolo conquistarei”. Após vencer a batalha ele se converte a religião cristã, mas nunca deixou de ser um sacerdote do Deus sol. Oficializa o cristianismo como religião oficial do império, e os cristão deixam de serem perseguidos. Como no império não haviam apenas cristãos, ele decide através de concílios com os bispos, moldar a religião a fim de unifica-la, e agradar a gregos e troianos. Apesar dos bispos cristãos, a palavra final acabou sendo de Constantino, e certos dogmas foram definidos neste concilio, como a divindade de Jesus, a trindade, a data do natal etc... Vários elementos das religiões pagãs foram adaptados ao cristianismo para atrair os pagãos para uma religião única. 

A deusa mãe Osiris por exemplo, que era cultuada em Roma, passou a ser chamada de virgem Maria. Isis e o menino Hórus passaram a ser Maria e o menino Jesus.

E pra respaldar isto, os novos dogmas, seria necessário uma escritura. Constantino então realiza a canonização dos livros, isto é, nestes concílios eles decidem quais livros deveriam compor ou não o novo testamento e de que forma, uma vez que após decidirem faziam uma cópia do livro e queimavam o original que tinham.

Por isso que no novo testamento vemos passagens que se assemelham  em muito com passagens dos messias solares. Mas naquela época não tinha internet e o mundo não era globalizado. A maioria dos Romanos não tinham o menor conhecimento do oriente ou de outras religiões, então eles não viam as semelhanças. Hoje, os que vêem, fingem que não vêem, ou não querem aceitar.

Buda, por exemplo, nasceu de uma virgem Maia, foi tentado quarenta dias no deserto por um demônio chamado Mara e andou sobre as águas, isso muito antes de Jesus. Naquela época, os habitantes nem sequer imaginavam isto, pois não tinham contato com outras culturas, ainda mais distantes. Ficavam maravilhados com estas histórias como se fossem originais e sinais divinos. Foi assim que o cristianismo foi se expandido cada vez mais, e todos que se opunham ou não aceitavam como os judeus, eram perseguidos, expulsos e mortos.

A EXPANSÃO DA RELIGIÃO

Quando o cristianismo se tornou a religião dominante, todos os grupos que se opunham a certos dogmas foram exterminados. Com o surgimento da inquisição a perseguição apenas piorou e a única religião permitida  era o cristianismo. Com o descobrimento da Américas, os europeus catequizavam os índios a força: "ou se convertem ou morrem"

Iam até a África, escravizavam os negros, traziam para o novo mundo e os impediam de cultuar suas crenças, obrigando-os a se converterem a religião cristã.

Dizer que o cristianismo é a maior religião do mundo pelo poder de Deus é um desconhecimento histórico. Não havia outra opção. Ou se convertia ao cristianismo (quer o catolicismo romano, quer o protestantismo) ou era perseguido e sofria as represálias. O escritor americano negro Cris Rock disse: "Se você é negro e cristão, você tem uma memória muito curta". De fato, a igreja dizia que os negros não tinham alma. Utilizava-se da maldição de canaã para respaldar a escravidão, fazia maldades e depois da abolição da escravatura, os negros mesmo livres, se viam forçados a se converterem ao cristianismo. basta ver nos dias de hoje mesmo, o preconceito que as religiões afro-brasileiras sofrem de grupos evangélicos:


Ou seja, os negros estavam lá sossegados, vivendo sua cultura, com suas esposa, filhos e amigos na África. De repente eram capturados como bichos, pelos que alegam seguir a religião do amor, apartados de seus amigos e familiares, trazidos a força para uma terra estranha, selvagem cheia de animais e índios. Obrigados a trabalhar de sol a sol, proibidos de entrarem em uma igreja, Sofrendo todo tipo de doença, castigos e maldades, e depois quando são finalmente libertos, não podem nem sequer cultuar suas crenças de origens, mas são forçados pelos brancos a seguirem uma religião que era originalmente exclusiva dos judeus. Tem que se converter a um messias que disse que veio exclusivamente para as ovelhas perdidas da casa de Israel, e nem os judeus mesmos o aceitaram. Usam do pretexto de "salvação" para isso, sendo que na própria escritura mostra vários personagens pagãos que agradaram a Deus e não foram obrigados a se converterem (Ciro, nabucodonossor, raabe, o centurião). irônico não!

Este é apenas um resumo meu dos problemas do novo testamento, o porque de sua rejeição pelos judeus e por teólogos que se aprofundam como o professor Fabio Sabino, Severino Celestino dentre outros. Porque mais da metade no novo testamento não é original.

Existiu um Jesus? Sim, existiu. Sua história é a mesma dos evangelhos? Não, os evangelhos apenas contém um pouco de sua história, mas o todo não é de Jesus. Por dois mil anos a igreja tem obrigado pessoas a se converterem. Acho que este período já esta chegando ao fim, onde hoje podemos estudar, analisar, separar o joio do trigo e chegar cada vez mais próximos do Jesus original. “Desconhecimento na era digital é ignorância”

Para saber mais ou mais detalhado, acompanhe a página, o blog, agende uma palestra por email. ou envie um email com duvidas e perguntas. Ou adiquira este estudo completo com informações que não foram omitidas aqui. Ascesse: http://exegeseoriginal.blogspot.com/2014/09/livro-o-problema-do-novo-testamento-e.html e saiba mais teclando aqui

Paz a todos! Ronaldo



48 comentários:

  1. depois de ler tudo eu gostaria de saber se o amigo professa a fé em jesus,se cre na biblia como palavra inspirada por Deus,porque lendo as entrelinhas da para ver uma pessoa desacreditada de tudo que o novo testamento representa na vida de quem cre em jesus,vejo que o irmão alem de chamar paulo de falso profeta e dizer que mateus,lucas e joão mentiram,ate de jesus duvida de sua existencia e usa mais o jesus historico,não duvida que haja erros ou ate graves adulterações no novo testamento quanto no velho,mas duvidar de jesus seria o mesmo que negar o Espirito santo,não sei se o amigo frequenta uma igreja,mas e as revelações dadas pelo Espirito Santo e as vidas transformadas opos entregarem a suas vidas a jesus?e as milhões de pessoas que visitam israel e ao chegar no sepulcro de jesus,sentem uma força sobre natural,quando for postar um video,fale por vc,use a sua imagem, pois se tratando de fabio sabino eu espero tudo,sabe,eu fico chocado quando vejo alguem dizer que não se da com a religiosidade,não aceita o cristianismo questiona dar o dizimo,não eceita que alguem questione as sua afirmações,e ainda diz que é a pior religião inventada pelo homem,tudo que publica é desconstruido os ensinos de jesus,virou um antcristo,para mim não existe outra palavra,se é que ele acredita no antcristo,depois diz que jesus não é tudo isso que as escrituras falam por ai,se o amigo não sabe, sabino ja é uma pagina virada para milhões de pessoas no brasil e no mundo,vc ja viu as pessoas que o seguem? em sua maioria estão descrentes de Deus,duvidando da biblia,pode ver com seus proprios olhos,é assistir um video dele e ver os comentarios, pessoas pegando os videos dele e afirmando que jesus não existiu,se vc duvida pode perguntar ao proprio,ja que a maioria dos videos postados são dele,isso eu falei diretamente para ele,foi por essa razão que deixei de assistir os videos dele e disse para ele o porque,e vejo no amigo refletido a mesma coisa,não me leve a mau,eu não sou inimigo sou um seguidor fiel das escrituras ,para isso é que li todo seu comentario,termino desejando que Deus não esqueça a sua misericordia em nossas vidas e que não venhamos a descrer das escrituras,da salvação, de jesus e principalmente quando ouvimos os que se dizem servos de Deus alegar tudo ao contrario e ainda dizer que por não estudar as escrituras ficam presos as mentiras,um abraço e que Deus te abençõe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seus argumentos não refutam nem uma linha sequer do que foi postado no post. Só testificam o que nós sempre dizemos, que o cristianismo se baseia em fé cega, não na verdade e nem na razão. Não importa se o NT cita inumeras profecias falsas, que não existem etc.... ah, se você percebe isto você é o "Anti-Cristo"! Isso porque Jesus disse que é a "VERDADE". Sempre fiz e sempre vou fazer meus estudos teológicos independente de crença. Se você prefere "Mentiras", tem milhares de blogs e vídeos por ai pregando as mesmas.

      ps.sobre mim tem vídeos comigo sim, ao contrario do que você afirmou tanto no meu novo canal (analisando as escrituras) quanto no meu velho (ronaldo exegeta)

      Excluir
    2. Concordo com o Irmão Ronaldo, o cristianismo na verdade é uma crença que se baseia em falsas afirmações.

      Excluir
    3. Muito bem Ronaldo, continue assim! Até parece que fazendo essas observações e procurando a verdade profunda dos fatos bíblicos, serás um "anti-cristo" kkkkkkkkk

      Excluir
    4. Muitos nao gostao de pesquisar muito menos ler a biblia ,a biblia nao é um livro final ,ela contem a palavra de Dús mas nao é a palavra de D ús ,porcausa destas adulteraçoes no NT .shalom

      Excluir
    5. Então, espera ai!!!!! Se todos esses referidos pelo Senhor são mentirosos, o cristianismo é uma grande mentira, a bíblia é uma enganação e só o Senhor Ronaldo é detentor dessa verdade, e somente o Senhor descobriu isso. Essa mente iluminada e toda essa verdade deveria vir a tona e ser mostrada ao mundo, porque informações tão preciosas e verdadeiras vindas de uma mente pensadora, estudiosa e que pesquisa sério deveria ser divulgada!!!!
      Resumindo......todo mundo está errado, só o Senhor Ronaldo está certo!!
      Cara....fala logo que será voce que irá sentar-se no trono banco para julgar a todos!!!
      Esse foi o erro de satanás e o erro do homem. Achar que tem a mente de Deus e que pode ser maior do que Ele.
      Como o Senhor julga que descobriu uma verdade como essa e o resto do mundo não.
      Enquanto o seu coração estiver cheio de voce mesmo, nunca haverá Lugar para Jesus!!!
      Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu filho unigênito para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna...João 3,16 (lembra, aquele que é uma mentira, uma fraude)

      Excluir
    6. Palavras perfeitas as suas, assino embaixo!

      Excluir
    7. Meu querido vc acredita em todos os milagres de Jesus e não acredita ser o filho de Deus. Muitos falsos profetas apareceriam para distorcer a verdade é hoje vejo muitos na internet.lamentavel Deus seja contigo.

      Excluir
  2. Lindomar Fernandes, eu entendo seus questionamentos com relação a crer ou não no que está estabelecido como regra para o cristianismo, no entanto, como seguidor de Yeshua que sou, gostaria de solicitá-lo, ao menos, a observar os ensinamentos Dele... verás que mesmo com tantas invenções e adições, as orientações de Yeshua não estão em consonância com as doutrinas do cristianismo, analise?!

    Outra coisa que gostaria de supor, é a sua refutação, ideologias e sentimentalismos não, refutação coerente e contundente, assim como Estevão antes do apedrejamento! Com base, com fatos!

    ResponderExcluir
  3. Oro pra que a verdade apareça sobre vós.
    Entendam uma coisa , nem todos foram chamados...

    willian frank

    ResponderExcluir
  4. Na verdade a grande parte destes comentários são de pessoas que não acreditam em Deus, e nem menos na Pessoa de Jesus Cristo como sendo filho de Deus.
    Eu acredito em Deus e em certos pontos na ciência, más Deus está acima da ciência na minha opinião, até porque a ciência não tem provas contundente de tudo que ela afirma de existir na terra em questão de pesquisas, a ciência não pode ser considerada 100% precisa.
    Se na bíblia existem trechos contraditórios olhando no ponto de vista humano, eu enxergo de uma outra visão ainda que impossível analisar no ponto de Vista de Deus, a visão que eu tenho é esta ainda que sendo evangelistas, poderia ter havido por parte de Lucas um relato não tão conhecido por ele, até porque Lucas nunca conheceu Jesus somente ouviu relatos de sua vida, e não sabemos de que maneira ele absorveu para ele tais informações adquiridas, o que poderia na hora de escrever o seu livro ter ocorrido uma informação não tão precisa do que ocorreu no nascimento de Jesus.
    Diferentemente de Mateus que foi um apóstolo e testemunha de diversos acontecimentos, este andou com Jesus aprendeu dos seus ensinamentos e ouviu muitas coisas acerca de Jesus que Lucas nunca ouviu.
    Afirmar que Mateus ou Lucas estariam mentindo, é se deixar ser levado por doutrinas demoníacas que sempre tentaram de qualquer maneira confundir a mente daqueles que servem a Deus, vamos tomar cuidado porque a biblia diz que, o Senhor também mencionou que os falsos profetas serão bem sucedidos em seus enganos. Isto deveria deixar todos os cristão em prontidão, do ponto de vista espiritual, porque muitos serão enganados:

    Igualmente hão de surgir muitos falsos profetas, e enganarão a muitos; (Mat 24:11)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amigo ,eu nao nego que Jesus (Yeshua,Yahuahua ,Essa,)existiu de fato ,so que ele foi um profeta como os outros anteriores muitos honrados,no velho testamento D ús disse que a gloria dele ele nao daria para homem nenhum ,pois a artimanha do inimigo foi essa ,fazer os homens adorar a criatura em vez do Criador ,entendeu ?

      Excluir
    2. João 3

      O Pai ama o Filho, e todas as coisas entregou nas suas mãos.
      Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.

      João 3:35-36

      Excluir
    3. Pois esse profeta doi diferente dos outros profetas, pq nele nao ouve se quer nem um pecado, ele foi ressuscitado por Deus e nao por ninguém e esse profeta os demônios tremem de medo de ouvir falar no seu nome.Qual foi o outro profeta que foram expulsos demônios pq eu nao sei de nenhum.

      Excluir
  5. A genealogia de Lucas refere-se a Maria a de Mateus a José.

    ResponderExcluir
  6. Muito boa a explanação , de muita utilidade .

    ResponderExcluir
  7. Tanto blá blá blá, como se Deus tivesse a necessidade de contar a história Dele para humanidade. Deus não precisa de história, pois Ele não precisa se justificar. Ele é apenas o Criador e Sua Vontade obedece as leis que Ele criou para o Universo (algumas conhecidas pela química, física, biologia e outras ainda não dominadas ou conhecidas pelo homem). Não somos nós que escolhemos a Deus (pois não temos perfeição suficiente para aceitá-lo incondicionalmete)...É Ele que se revela a quem Ele deseja. Muito difícil muitos entenderem. Mas a salvação e tudo mais provém Dele e não de nós, uma vez que nascemos e morremos imperfeitos.

    ResponderExcluir
  8. Veio para os seus, mas os seus não o receberam, mas a todos quantos o receberam deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus!

    ResponderExcluir
  9. Você cita muitos acontecimentos, mas não cita as fontes,em outro lugar você diz: "é o que dá a entender", demonstrando um certo "achismo".Em outro comentário, você enaltece a bíblia de Jerusalém como uma excelente bíblia para estudo.Fica a pergunta: os estudiosos responsáveis pela elaboração dessa bíblia omitiram todos esses acontecimentos relatados por você?

    ResponderExcluir
  10. Não interessa o que algumas pessoas falem, não mudará nada. Você pode isolar um judeu, ficar na frente dele e falar, falar, falar sobre suas teses cristãs, mas ele não vai se convencer (em alguns casos, talvez sim) e vice-versa. Eu acho que cada um deveria seguir suas crenças, sem interferir nas dos outros, porque isso gera guerras (como está acontecendo lá no outro lado da Terra). Acredito que, no final de tudo, vamos ver quem está certo ou errado. Parar de dar palpites na religião dos outros, ai que bobagem isso (não que este post esteja falando isso, mas alguns comments aqui). Vá cuidar de você, siga sua religião tranquilo, em paz, ninguém vai querer te incomodar se você estiver quieto no seu canto.

    Eu sempre digo uma coisa: Ninguém sabe a verdade. Se cada um fala uma coisa, a verdade não existe. Não existe verdade (para nós) mas ela está escondida lá em cima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus é a verdade. João 14.6 Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ningém vem ao Pei, senão por mim.

      Excluir
  11. Ronaldo parabéns por suas pesquisas ! Concordo que a religião foi manipulada por muito tempo , nao so por os Cristao ou Igreja Catolica mas tb pelos Judeus, etc. Seria interessante mostrar as partes da biblia do NT que vc considera que sao verdadeiras. No entendimento do ESpirito Santo, todos somos um, como Jesus era com DEus, ele queria o mesmo para todos , que todos fossem um ! Na oracao do pai nosso, que ensina ao disciplos, diz : "Pai nosso que esta no ceu... " Ele nao fala pai dos Judeus ou dos Cristaos, se essa parte da oracao for adulterada tb , gostaria que vc colocasse a correta. Quando vamos comecar a atuar como um?

    ResponderExcluir
  12. A falta do bom senso é muito grande entre todos que argumenta aceca das "Escrituras Sagradas". Pois, na verdade, deveriamos levar em conta pontos relevantes como: 'A quem o Eterno confiou seus óraculo? De onde provem os profetas? E sobretudo - de onde provém a salvação?. Portanto, amados irmãos, sejam coerentes em suas analises, porque se a salvação vem dos judeus - como o próprio Mashiach Yeshua declarou a mulher samaritana ref: Yochanan [João 4:22]; Fica fácil compreender em que direção seguir: O judaísmo é o correto - pois não existe nenhuma profecia fazendo menção se quer que o Eterno teria alguma promesa feito a outro povo além do povo de Israel. Dessa forma, o que além do que o Eterno D'us de Israel estabeleceu para seu povo e povos das nações é anaterma. Shalom para todos que almejam vivenciar a verdade do Eterno D'us de Israel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me explique então por favor a promessa que foi feita a Abraão???
      Paramos na parte de ti farei uma grande nação???

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Jesus a meu ver, mais contribuiu para o cumprimento das profecias em Det 28 e Lv 26, e caso não houvesse o cristianismo, bem provável que não haveria a justificação da conversão dos povos da América e da África para a nova religião, o que é pior, por meio da força. Mas Deus diz que traria estas maldições para estes povos, se eles são israelitas, isto é outra história e que levaria a um imenso debate, e o mais estranho é que os próprios judeus terem financiado a escravidão, e estes são israelitas ? Considerar o Jesus como o messias prometido, é desconsiderar a muitas passagens no Antigo Testamento.

    ResponderExcluir
  15. Olá Ronaldo, recebi a seguinte resposta a um comentário "2 Pedro 1:1 ele diz "... na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo". Algumas pessoas tentam traduzir esse texto como se fossem 2 pessoas "1-Nosso Deus" e "2-[nosso] Salvador jesus" mas essa tradução é incompatível com a construção gramática do texto grego. Para mais detalhes, veja o livro de Murray J. Harris "Jesus as God, the New Testament Use of Theos in Reference to Jesus" que discute detalhadamente a tradução" mas não tenho o livro mencionado e não sei grego para fazer uma tradução do texto, você pode me ajudar? Obrigado.

    ResponderExcluir
  16. Se o homem que tropeça em uma vírgula da lei, descumpre toda a lei, como será a justificação dos pecados para a salvação se todo o novo testamento não é válido e Yeshua de Nazaré não é o verdadeiro messias?

    Aguardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  17. O mandamento que o Senhor Jesus deixou foi: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Fazendo isso cumpre-se toda a lei.Quem realmente ama o próximo, consegu cumprir toda a lei. Quem ama não mata, não adultera, não desonra, não cobiça, naõ furta. O Amor deveria ser a diferença. O bom perfume de Cristo em nós.

    ResponderExcluir
  18. Ou seja, então Deus e Jesus permitiram que sua palavra fosse adulterada e não fizeram nada para preserva-la? Como poderemos saber a verdade, se o próprio Deus deixou a história ficar confusa para que ninguém o conhecesse mais? Que Deus justo é esse?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente, sera que Deus deixaria suas escrituras sagradas distorcidas, onde nela está escrito _ ai daqueles que acrescentar uma virgula um til...

      Excluir
  19. Parabéns pela matéria,muito me enriquece do ponto de vista da verdade sobre a bíblia, sou grato a vocês, por terem a coragem e o esclarecimento, passar pra nós.
    Antonio de Andrade.

    ResponderExcluir
  20. Isso tudo não faz o menor sentido, pelo simples fato de q está td na Bíblia! Nos momentos em q uma profecia está sendo cumprida lá mesmo diz isso, a questão é: você acredita ou não na palavra de Deus? Aqui está um exemplo citado no segundo parágrafo desse post, em Mateus 2;15 diz o seguinte "E esteve lá, até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho.". Está escrito que é uma profecia no próprio versículo da Bíblia, q é a única palavra e verdade de Deus, então o que há para duvidar?

    ResponderExcluir
  21. Não costumo discutir em blog, mas essa discussão irei entrar primeiramente sou Messiânico, eu vejo muitos aqui meu discutindo sem conhecimento bíblico, na verdade devemos nos colocar no lugar de Ronaldo com a explicação dele lógico, é única forma coerente para debater qualquer opinião lembre-se aqui não é uma guerra e sim, todos estão aprendendo.

    Em primeiro lugar não devemos ofende-los pois vivemos em um país livre.

    Ronaldo quando o profeta Jeremias trouxe uma revelação de D-us para o povo como o povo de D-us reagiu?

    Por favor me responda ou então pegue meu e-mail para nos comunicar-mos melhor.
    acessofacilimports@gmail.com

    O que fizeste com o profeta que Deus levantou? Como os tratou? Porventura aquele povo sabia que D-us tinha tirado do Egito tirado da tirania dos faraó e mesmo assim como o povo reagiu?

    Por acaso se levantar-se um profeta hoje para corrigi-los como o povo de D-us, tratariam?

    Pois já faz desde que Jesus morreu o teu D-us não fala com teu povo, nações tem se levantado contra Israel e tem mais ele não tem feito maravilhas como derrubar muralhas crias exércitos no vale de ossos secos, descer fogo dos céu contra aqueles que se levanta contra os circuncidados?

    Hoje não ouço mas essas maravilhas pois o D-us de ontem é o mesmo D-us de hoje.

    ResponderExcluir
  22. Judeus que se decepcionaram, não queriam que Jesus fosse Ele mesmo, que seguisse Seu Sagrado Caminho. Eles queriam que Jesus fizesse o que o povo esperava que fosse feito pelo “verdadeiro” Messias. Mas Jesus não se desviou do Seu caminho, não permitiu que o orgulho, a vaidade e a sede de poder O dominassem. Ele disse: “Eu vim para servir.”

    Muitos, milhares, chegaram a acreditar que Jesus pudesse ser o rei-libertador da pátria. No domingo anterior à Páscoa Jesus entrou em Jerusalém com a multidão em êxtase. Eles O receberam de braços abertos, gritaram e idolatraram-No. Mas estes milhares não queriam seguir o caminho de Deus. Apenas queriam que Jesus realizasse a vontade deles mesmos: que fosse criado um novo reino Judeu soberano. Jesus deveria cumprir a vontade de quem? Do povo ou de Deus? Jesus sabia que o Caminho a ser escolhido deveria servir para todos os povos, em todos os tempos.

    ResponderExcluir
  23. Comentário: apesar de todos os problemas é nos países cristãos que encontramos o maior nível de respeito aos direitos humanos, à democracia, à liberdade de pensamento. É também nos países cristãos que encontramos os maiores movimentos ecológicos, a maior quantidade de ONGs para ajudar aos próximos. É nestes países que a luta contra o despotismo, corrupção e discriminação às mulheres estão mais desenvolvidas. Isto é um dos frutos das palavras e do exemplo do Mestre Jesus.

    ResponderExcluir
  24. EU CREIO QUE JESUS É O MESSIAS O FILHO DE DEUS,TODO AQUELE QUE CRÊ SERÁ SALVO QUEM NÃO CRER JÁ ESTÁ CONDENADO!!!

    ResponderExcluir
  25. A QUESTÃO DE ALGUNS JUDEUS NÃO CREEM EM "JESUS" COMO O MESSIAS DE ISRAEL É SIMPLES, ELES NÃO VÃO ASSOCIAR UM MESSIAS ROMANO ("JESUS") POR ELES QUEREREM IMPOR ISSO E POR SABEREM QUE ESSE NOME OCIDENTALIZADO NÃO PROCEDE DE UM SIGNIFICADO, SENTIDO BOM, AO CONTRARIO DE YESHUA, QUE SIGNIFICA (SALVAÇÃO) ATÉ PORQUE O NOME DO MESSIAS NÃO FOI DADO POR HOMENS, POR ISSO, NÃO DEVERIA SER MUDADO. AINDA MAIS POR SABEREM DA MANIPULAÇÃO DAS ESCRITURAS POR ROMA NO "NOVO" TESTAMENTO, POIS O CERTO SERIA NOVA ALIANÇA, QUE O SENTIDO É BEM DIFERENTE, ASSIM COMO O SENHOR FEZ UMA NOVA ALIANÇA COM O HOMEM APÓS O DILÚVIO E NÃO FAZENDO UM "NOVO" TESTAMENTO COM ESSE FATO E POR ELES (ROMA) INVALIDAR OS ENSINAMENTOS DE "JESUS" NA TORA, PARA FICAR FÁCIL A MANIPULAÇÃO DO HOMEM EM FAZER INTENDER O QUE ELES QUERIAM E PASSAR DE FORMA "SUBLIMINAR" QUE NÃO É TANTO ASSIM, SEUS PANTEÃO DE DIVINDADES PAGÃS. AGORA, ISSO JÁ ESTA MUDANDO, E É PROFÉTICO, POR ELES RECONHECEREM A JUDAICIDADE DE YESHUA, E INTENDERAM QUE ELE NÃO INVALIDOU A TORÁ, PELO CONTRARIO, EM TODO TEMPO ENSINAVA A CUMPRI LA E DESASSOCIANDO O MESSIAS CRIADO POR ROMA (JESUS) PELO VERDADEIRO MESSIAS DE ISRAEL (YESHUA)

    ResponderExcluir
  26. Ronaldo, hoje mesmo elogiei os seus vídeos e artigos, mas esse daqui... Pelo amor de Deus! Respeito o seu "estudo" e a sua formação, mas apesar do viés """"(im)parcial"""" (que eu já havia até exaltado) deste artigo, não consigo enxergar esse post diferente de uma propaganda anti-cristã.

    Mas vamos usar uma frase de Jesus: "Diga-me com quem andas, e eu te direi que és." Quer dizer, pelo o que você escreveu, talvez nem seja né. kkkkk

    Você mesmo disse em um vídeo que o problema de alguns é achar que ELES detém a verdade, e ignorar que as pessoas não são ignorantes. Pois o seu argumento torna contra você. Por acaso, durante os primeiros séculos e nestes 2000 anos, não houve pessoas instruídas e com inteligência o bastante para desmascarar essa "fraude"!?

    Outro ponto, você é teólogo, sabe que as escrituras não caíram do céu, foram escritas por homens. É a fé na Igreja e no Espírito Santo enviado por Cristo que nos permite ter a segurança de que os livros que temos (inclusive, com adições - algumas das quais que você citou, sequer alteram qualquer aspecto significante) são confiáveis.

    Por que será que o Vaticano ainda guarda as provas de todas essas alterações?! À propósito, sou católico. Eu poderia debater com você sobre cada um destes pontos, mas seria desnecessário. Deixarei uma pergunta que bastará para desacreditar essa análise:

    Se Jesus, não é Deus e a Igreja o seu reino, como o senhor explica os milhares de milagres que a Igreja possui? (Vide as chagas do Padre Pio, ou então os milhares de corpos incorruptíveis da Igreja). Se Deus não se compraz com mentiras, por que ele dá aval a uma "seita romana pagã".

    ResponderExcluir
  27. esse cara e satanista

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...