sábado, 7 de maio de 2011

Os acréscimos da biblia -Parte III- Final

OS ENDEMONIADOS GADARENOS

No livro ateu chamado "Jesus nunca existiu", o autor ateu aborda uma contradição geografica na passagem de Marcos 5. Vejamos a citação a seguir:

O erro geográfico mais que Marcos comete é quando conta a história exagerada sobre Jesus atravessando sobre o Mar da Galiléia e exorcizando demônios de um homem (dois homens na versão revisada de Mateus) e fazendo-os entrar em cerca de 2.000 porcos os quais, conforme a versão do Rei Jaime, "correram violentamente penhasco abaixo para dentro do mar, e se afogaram no mar"

Além da crueldade para com os animais e sua indiferença pela propriedade dos outros, o que está errado nessa história? Se sua única fonte de informação for a Bíblia do Rei Jaime, você poderá nunca saber. A versão do Rei Jaime diz que esse milagre ocorreu na terra dos gadarenos, enquanto que os manuscritos Gregos mais antigos dizem que aconteceu na terra dos gerasenos. Lucas, que não conhecia nada da geografia Palestina, também passa adiante esse pequeno equivoco. Mateus, que tinha algum conhecimento sobre a Palestina, mudou o nome para gadarenos, em sua versão nova e melhorada, mas isso foi novamente melhorado para gergesenos na versão do Rei Jaime.

A esta altura o leitor deve estar atordoado com todas estas distinções entre gerasenos, gadarenos e gergesenos. Que diferença isso faz? Muita diferença com veremos.

Gerasa, o lugar mencionado nos manuscritos mais antigos de Marcos, está localizada a cerca de 50 km de distância das costas do Mar da Galiléia. Aqueles pobres porcos tiveram que correr [rolar] uma distância 8 km mais longa que uma maratona para encontrar um lugar para se afogar! Nem mesmo lemingues precisam ir tão longe. Ainda mais se considerarmos que o perfil de um "penhasco" tem que ter no mínimo 45 graus, o que tornaria a elevação de Gerasa pelo menos seis vezes maior que Monte Evereste!

Apesar do ateismo, o autor observa um fato interessante, o erro da localização geografica em Marcos. A Biblia de Jerusalém comenta em seu rodapé:

"A aldeia de Gesara, atual Djerash, esta situada a mais de 50 km do lago de Tiberíades, é o que torna impossivel o episódio dos porcos. É possivel que marcos misture dois episódios distintos. Conforme o primeiro Jesus teria realizado um simples exorcismo na região de Gesara (vs 1-8. 18-20) Conforme o segundo (cf. Mt 8,28-34), Jesus manda os demônios para os porcos, que se precipitam no lago"

Ja a biblia de estudos de Genebra menciona:

"Alguns manuscritos antigos substituem Gerasenos por "Gadarenos", mas a região de Gesara, que fica a cerca de 60 km ao sul do lago, parece a mais provavel, pois possui o tipo de terreno escarpado e os tumulos descritos no relato. Todavia, a cidade de Gadara ficava bem perto do lago, distante apenas 16 km ao sul. O evangelho de Marcos descreveu Jesus se locomovendo deliberadamente ao territorio pagão de Decápolis (dez cidades-estados gregas independentes organizadas numa sociedade politica comum). Além do mais, a presença da manada dos porcos demonstra que estes acontecimentos ocorreram num ambiente totalmente pagão"

A passagem não parece é uma fraude ou acréscimo, mas apenas contém um erro geografico, talvez feito até por copistas. O fato deve ter acontecido, mas provavelmente pode não ter sido na região de Gerasa. A narrativa de Mateus no capitulo oito de seu evangelho parece estar mais coerente com o fato ocorrido e com a geografia do lugar. Mateus também menciona dois endemoniados divergindo da narrativa de Marcos.

AS MULHERES PROIBIDAS DE PREGAR

Uma das mais importantes passagens na discussão contemporânea sobre o papel das mulheres na igreja encontre-se em I Corintios 14:33-36. A passagem, tal qual traduzida na maioria das edições modernas da bíblia, diz o seguinte:  

"porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. as mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. e, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é indecente que as mulheres falem na igreja. porventura saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós?"

A passagem parece ser uma proibição direta: as mulheres não devem falar (não podem ensinar) na igreja, muito semelhante à passagem de I Timoteo 2:11-15. Como vimos, contudo, os pesquisadores estão convictos de que Paulo não escreveu a passagem de I Timóteo 2:11-15, porque ela ocorre em uma carta que parece ter sido escrita por um seguidor de Paulo de segunda geração, que teria atribuído a carta ao apóstolo. Mas não há dúvidas que Paulo tenha escrito I Corintios. Contudo, pairam dúvidas sobre essa passagem. Pelo que se sabe, os versículos em questão (34-35) estão embaralhados em alguns de nossos mais importantes testemunhos. Em três manuscritos gregos e em alguns testemunhos latinos, eles não se encontram aqui, depois do versículo 33, mas depois do versículo 40.
A bíblia de Jerusalém diz assim em sua nota de rodapé: “Os versículos 34-35, que alguns manuscritos colocam depois do versículo 40, são acréscimos pós Paulino.”
Esse deslocamento de texto em vários manuscritos levou alguns pesquisadores à conclusão que esses versículos não foram escritos por Paulo, mas originados de uma espécie de nota marginal acrescentada por um copista, provavelmente influenciado por I Timoteo 2:11-15.

Precisamos analisar brevemente várias outras mudanças textuais semelhantes. Uma delas ocorre em Romanos 16:7, na qual Paulo fala de uma mulher, Júnia, e de um homem, que devia ser seu marido, Andrônico, aos quais o apostolo se refere como “apóstolos eminentes” (versículo 7). Trata-se de um versículo significativo, porque esse é o único lugar no Novo Testamento no qual uma mulher é citada como apóstola. Os interpretes ficaram tão impressionados com esse trecho que muitos deles passaram a sustentar que ele não podia significar o que dizia, para, desse modo, poder traduzir o versículo como chamado "Junias", que, juntamente com seu companheiro, Andrônico, era elogiado como apóstolos. O problema com essa tradução é que, enquanto Júnia era um nome feminino muito comum, não há indicio no mundo antigo de “Junias” como um nome masculino. Paulo está se referindo a uma mulher chamada Júnia, mesmo que alguns tradutores bíblicos modernos  Continuem a se referir a essa apóstola como se ela fosse um homem chamado Júnias.
A diferença é tão sutil que as pessoas quase não percebem. Voltando ao estudo: alguns copistas também devem ter tido dificuldades em atribuir apostolicidade a essa mulher desconhecida e, por isso, fizeram uma sutil mudança no texto para evitar o problema. Em alguns de nossos manuscritos, em vez de dizer: “saudai Andrônico e Júnia, meus parentes e companheiros de prisão, eminentes apóstolos”, o texto é mudado para se tornar mais fácil de traduzir:
Romanos 16:7 - “Saudai Andrônico e Júnia, meus parentes; saudai também meus companheiros de prisão, apóstolos eminentes”
Com essa mudança textual acrescentada, ninguém precisa mais se preocupar com o fato de uma mulher ser citada em meio ao grupo apostólico de homens, puro preconceito contra as mulheres.
OBS: Texto recebido de um amigo!


TODAS ESSAS PASSAGENS
Todas as passagens citadas são somente exemplos importância de um estudo mais profundo da biblia, sua formação e seus acréscimos, porque se não analisarmos isto, podemos utilizar passagens acrescidas para apoiar um texto biblico ou mesmo respaldar um tema fundamental para a salvação. Recomendo ao leitor que pesquise em diversas fontes, tenha sempre mais de uma versão biblica e sempre compare os trechos que for utilizar com outros trechos da própria escritura, pois se houver contradição, é mais provavel que uma das passagens seja um acréscimo ou contenha algum erro de tradução.

Existem mais trechos que são duvidosos e mal traduzidos, mas a intenção deste estudo é somente exemplificar e mostrar certas passagens que são contextadas por diversos teologos e infelizmente muito utilizadas para respaldarem estudos, de temas que inclusive comprometem a salvação. Peçam ao Eterno sempre sabedoria e discernimento do espirito santo para lerem as escrituras, pois o fundamental é buscarmos a verdade e saber com mais coerência o que realmente nosso messias fez, e não o que padres e bispos acressentaram e disseram que ele fez.

Termino com uma citação de Paulo: "FIZ-ME ACASO VOSSO INIMIGO, POR DIZER A VERDADE?" Gl 4,16
mais partes:

parte 1
parte 2
parte 4

Shalom!

6 comentários:

  1. Muito bom me edifiquei demais espero que voces deixem mais tempo essas enquetes para que pessoas consigam se fortalecer no conhecimento e na historicidade dos fatos reais

    ResponderExcluir
  2. esses estudos que nos levam a crer que a biblia tem acrescimos, ( ou erros ) não tira a credibilidade da biblia?

    ResponderExcluir
  3. REFLETINDO UM POUCO SOBRE ALGUMAS PASSAGENS:

    "Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça". (2 Timóteo 3:16).

    - Tudo quanto existe na Bíblia é de origem divina e constitui-se em preceitos inamovíveis para as nossas vidas, em qualquer tempo e espaço.

    "Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação". (2 Pedro 1:20).

    - As profecias - isto é - a anunciação de acontecimentos futuros, possui um único e verdadeiro sentido, não sendo passíveIS de interpretações contrárias e divergentes entre si.

    "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro". (Apocalipse 22:18).

    - Os que tiverem acesso às profecias apocalípticas, escutando-as (e não lendo-as), não devem emendar o que está anunciado e ouvido, sob pena de atrair sobre si a maldição.

    EMBORA SOMENTE O PRIMEIRO VERSÍCULO ATESTE A INFALIBILIDADE BIBLICA, E OS DOIS ÚLTIMOS, A INFALIBILIDADE DAS PROFECIAS, O ELEMENTO DE CONTITUIDADE SEGUE SENDO A CONCEPÇÃO DA BIBLIA COMO A PALAVRA DE DEUS, INQUESTIONAVELMENTE.
    TODAVIA, SABEMOS QUE AS COISAS NÃO SE PASSAM EXATAMENTE DESTA FORMA, HAJA VISTO A DISPUTA ENTRE PEDRO/TIAGO E PAULO PELA AUTENTICIDADE DOS SEUS ENSINAMENTOS COMO VERDADEIROS APOSTOLOS DO CRISTO.
    E TAMBEM, O QUE COLOCAM ALGUNS PESQUISADORES, DE QUE EM SUA ORIGEM, O CRISTIANISMO POSSUIA MUITAS OUTRAS CORRENTES (SOBRETUDO OS GNOSTICOS, QUE PAULO COMBATEU), E QUE COM O TEMPO, ALGUMAS GANHARAM NOTOREIDADE SOBRE AS OUTRAS, RESULTANDO NA OFICIALIZAÇÃO DAS ESCRITURAS TAL COMO AS CONHECEMOS.
    NESTE SENTIDO, QUE SEGURANÇA TERIAMOS, VERDADEIRAMENTE, SE OS GRUPOS EXCLUÍDOS E VENCIDOS NÃO PORTAVAM A VERDADE QUANTO AOS ENSINAMENTOS DE JESUS?

    ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os versiculos que o irmão postou que citam as escrituras, todos eles se referem ao antigo testamento, pois na época em que foram escritos, não havia ainda um novo testamento, e provavelmente nenhum evangelho escrito ainda.

      Quando Paulo diz: "Toda escritura", ele esta se referindo ao tanach, porque quando ele escreveu Timotéo nenhum evangelho estava pronto ainda.

      E mesmo o tanach, o mesmo Paulo mencionou as fabulas judaicas, que são passagens que constam no tanach.

      A formação da bíblia, pelo menos o novo testamento, foi uma escolha de homens, e isso não anula a inspiração divina dos seus livros, mas é claro que nem todos são livros inspirados. Na verdade, há um exagero de espistolas paulinas e algumas até cartas pessoais, que não são nem doutrinarias e nem históricas, basta ver a terceira e quarta epistola de João, por exemplo.

      Sobre os grupos excluidos ou vencidos, é claro que eles tinham uma verdade maior acerca de jesus, mas nós ainda temos a essencia nos evangelhos e a história e o antigo testamento para comparar. Basta uma epsquisa mais profunda e uma analise critica.

      A bíblia é que nem uma rocha, que é quebrada pela interpretação humana, mas sempre tem um pouco da sua essencia.

      Excluir
  4. maravilha,como faço para adquirir os livros e vê os videos de vcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No topo da página tem um link chamado: Sobre vídeos pagos e polêmicos"

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...