terça-feira, 26 de julho de 2011

Onze livros do novo testamento são falsos segundo pesquisador

Forjado de Bart D. Ehrman
O Novo Testamento, em 2 Timóteo 4:7, o apóstolo Paulo afirma: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” .Trata-se de uma passagem das mais dramáticas da Bíblia, porque afinal Paulo fez a afirmação momento antes de ser executado em Roma. Uma passagem que tem alimentado a fé de cristãos nesses dois mil anos.

Só tem um problema: Paulo não disse nada disso. A frase foi inventada e colocada na Bíblia como se fosse do apóstolo. É o que garante o americano Bart D. Ehrman, um respeitado estudioso da Bíblia.Ehrman acaba de lançar o livro “Forjado” que tem  indignado cristãos de todo mundo, porque ali ele diz provar que pelo menos 11 dos 27 livros do Novo Testamento são falsificações.

"Havia muita gente no mundo antigo que recorreu à mentira por achar que estava prestando um serviço a um bem maior”, disse.

As evidências disso são tantas, que ele estranha o fato delas passarem despercebidas. Como exemplo, citou o caso dos apóstolos Pedro e
João, que estão entre os autores do Novo Testamento, embora fossem analfabetos. No “Forjado” ele transcreveu Atos 4:13 (“Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e incultos, admiraram-se") para explicar que os dois apóstolos são descritos na escritura em grego como “analfabetos”, literalmente, e não como “iletrados”, que deixa margem para dúvida se sabiam escrever ou se eram pessoas simples, porém alfabetizadas.

Ehrman disse ter evidências suficientes para garantir que os evangelhos, quando começaram a ser difundidos, não tinham autorias -- o que, aliás, era comum com qualquer tipo de texto naquela época. Os nomes atuais, afirmou, foram adicionados posteriormente por copistas.

O estudioso afirmou que seu livro se atém mais ao Paulo porque uma parte significativa do Novo Testamento é atribuída a esse apóstolo.

As suas conclusões se basearam também nos diferentes estilos de texto da Bíblia e em suas contradições. Apontou, como exemplo, os escritos de Efésios, os quais em grego são compostos por frases longas, o que é bem diferente da escrita de Paulo.

“Não há nada de errado com as sentenças extremamente longas em grego, mas essa não é maneira de Paulo escrever”, disse. “É como Mark Twain e William Faulkner: ambos escreveram corretamente, mas não dá para confundir um com outro”.

Bart D. Ehrman
Uma das mais flagrantes contradições, segundo ele, está em 1 Coríntios, onde Paulo primeiro convoca as mulheres para se manifestar na igreja e alguns capítulos depois afirma que elas devem permanecer caladas e, se quiserem aprender alguma coisa, teriam de perguntar em casa ao marido. É óbvio que os dois textos, segundo Ehrman (foto), não foram escritos pela mesma pessoa.

O estudioso disse que o propósito dos forjadores dos textos bíblicos foi acalmar os ânimos dos líderes da igreja primitiva, porque entre eles havia muita discordância sobre como tratar as mulheres, o relacionamento entre senhores e escravos, como teriam de ser os ritos e por aí vai.

Assim, como diferentes grupos disputavam entre si o poder da seita, eles introduziram na Bíblia textos que atendessem aos seus interesses. “Se você fosse um joão-ninguém, não assinaria o seu texto com o seu próximo nome, mas como Pedro e João.”Ehrman espera que o seu livro ajude as pessoas a aceitarem algo que ele próprio demorou em reconhecer. Ele foi um religioso fundamentalista e hoje é agnóstico.

Com informação da CNN e do site do autor.
por: Paulo Lopes fonte: jornalista Paulo lopes

A Critica ao livro por Demétrio
Sou estudioso e tradutor da Bíblia. A exegese é a ciência que estuda a Bíblia em profundidade. Nela se estuda a palavra como literatura que ela é. O dr. Ehrman é com certeza um dos maiores especialistas em critica textual do Novo Testamento. O que acho interessante nesse seu recente livro é que ela não apresenta nenhuma novidade exegética.

Todas teorias por ele apresentada já são discutidas há mais de 50 anos. Já sabemos que os nomes apresentados dos evangelhos são atribuição fictícia, que as cartas ao Efésios, Colossenses, Timoteo, Tito e Hebreus não são de Paulo. Que existem bilhetes não paulinos misturados às cartas verdadeiramente de Paulo. Que as cartas de João e de Pedro não são desses apóstolos. Que no Antigo Testamento os lentejando não foi escrito por Moisés. Que o homem é resultado da evolução dos primatas e que Papai Noel e o coelhinho da Páscoa não existem.

Essas descobertas são possíveis hoje com o auxilio das demais ciências que não existiam nos tempos bíblicos. Repito, dr. Ehrman não apresenta nada de novo. Caso queiram conferir, procurem nas introduções e notas de rodapé da Bíblia do Peregrino (Paulus, 2002).

Essas teorias já são antigas no universo das ciências exaustivas e hermenêuticas. Creio que elas são apenas novidade para agnósticos como o dr. Ehrman e para ateus que desconhecem os critérios da análise diacrônica e sincrônica da Bíblia. Os métodos histórico-críticos da exegese são de fundamental importância para o conhecimento da Bíblia.

Por fim, grande parte dos ateus e agnósticos é amante da ciência. Eles deveriam utilizá-la com mais frequência para realizar uma ótima crítica da Bíblia. Mas, infelizmente, muito ainda se contentam apenas com a leitura da Superinteressante e com livrinhos de banca da rodoviária como instrumentos e fontes científicas.

Dr. Ehrman era um fanático religioso e agora se tornou um fanático agnóstico. Fanatismo de qualquer espécie não presta.

mais:

acesse teclando Aqui
os acrécimos da biblia parte 1
os acrécimos da biblia parte 2
os acrécimos da biblia parte 3

4 comentários:

  1. È só o que podemos esperar que alguém que não sabe o que é ser batizado nO Espírito Santo e o que isso causa.

    Entre tantas bobagens, o autor em questão não diferencia manifestar-se na Igreja movido pelO Espírito e bater papo durante o culto ou pregação dA Palavra dO Criador.

    ResponderExcluir

  2. "Dr. Ehrman era um fanático religioso e agora se tornou um fanático agnóstico". Como é a história? O senhor Bart Ehrman é um fanático agnóstico pelo fato de escrever críticas sobre o cristianismo do ponto de vista de um estudioso agnóstico? Paciência, meu camarada!

    Entendo que a maioria dos livros do senhor Ehrman do mesmo calibre de "Forged : writing in the name of God : why the Bible’s authors are not who we think they are" são livros escritos para ... LEIGOS, meu camarada!

    Há uma multidão de não-cristãos inteligentes, como agnósticos e ateus, que desconhecem toda a literatura de estudos críticos sobre a Bíblia assim como há pessoas interessadas por ciência que precisam ler Uma Breve História do Tempo, de Stephen Hawking, para entender os conceitos e descobertas mais recentes do mundo da Astrofísica - difíceis de serem entendidos ou mesmo impenetráveis para pessoas comuns. Certamente Stephen Hawking não apresenta as ideias do livro citado como totalmente originais, desconhecidas dos colegas acadêmicos (se bem que o próprio Hawkiing foi criador de ponto de vistas originais sobre os buracos-negros).

    O ilustre Bart Ehrman estaria louco, isso sim, se apresentasse as ideias presentes nos livros que lemos (e que desconhecemos) para seus colegas acadêmicos como se fossem novidade! Ele sabe que seus colegas sabem disso. Quem não sabe é o público-alvo dos seus livros.

    Em nenhum livro do estudioso agnóstico eu li uma declaração dele afirmando que o que está escrito ali é material novo, inédito ou revolucionário para seus pares. Um livro como o que é apresentado aqui é dirigido ao grande público, numa linguagem adaptada para os bons textos de divulgação científica, como são os livros do astrônomo Carl Sagan no seu devido campo de estudo. É dirigido para aqueles que ignoram "ciências hermenêuticas, análise diacrônica e sincrônica da Bíblia, os métodos histórico-críticos da exegese bíblica", como o senhor escreve.

    Certamente o autor deve ter suas ideias originais e que são devidamente apresentadas nos meios acadêmicos.

    "Fanático agnóstico" - era só o que faltava!

    R. C. de Andrade
    .
    .

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, você perde sua credibilidade ao chamar o senhor Bart Ehrman de fanático agnóstico.

    F.P

    ResponderExcluir
  4. Ele mudará de idéia , quando aprender algo que não era capaz de fazer em dias ou horas , apenas pelo uso da fé ! Da vontade , do desejo que vem do âmago do ser, e elevar junto ao intercessor divino!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...